quinta-feira, maio 31, 2007

Maio, verde Maio

Oh pessoal, quando virem que eu estou há muito tempo sem escrever dêm-me na cabeça, a ver se eu atino!! Pois é, apesar de ter recebido algumas bocas a este respeito, foi preciso receber um mail da minha organização de envio para meter os dedos ao teclado! “Só tens um post em Maio” foram as palavras mágicas… então para a Lucília e demais leitores, aqui começa um relato exaustivo do mês de Maio!
Ao ler o meu último post eu imagino as reacções que devo ter provocado em algumas pessoas… mas não se preocupem! Aquilo foi mais um desabafo do que outra coisa. É que por muito que fale com o pessoal aqui há cenas que só sei dizer em português e vocês desse lado fazem o papel do ouvinte confidente! As coisas na organização já acalmaram, lá me deram mais uma carrada de trabalho para fazer (assim uma coisa muito parecida com o meu Seminário =/) e pronto! Eu desde que ande entretida com cenas práticas para fazer estou bem!
Entretanto acabou o meu curso de russo na universidade e a malta na organização acha que é tempo de eu começar a falar russo… eu também acho, mas… obviamente que, se ninguém falasse inglês, já eu estava a falar russo pelos cotovelos. Mas nesta terra sobrevive-se perfeitamente sem falar estoniano quanto mais russo! Toda a gente fala inglês, melhor ou pior, mas suficiente! A questão é: não há uma necessidade extrema de desenvolver a língua estrangeira… mas como esse era um dos meus principais objectivos (aprender a falar russo), prometo que me vou aplicar ao máximo. Afinal, agora que já tenho umas bases é só desenvolver o que aprendi! E nós temos muitos sons semelhantes com russo, por isso a pronúncia não deve ser uma coisa muito difícil… a ver vamos!
De volta ao mês de Maio vamos lá ao fim de semana de 18 a 20: Baltic EVS weekend. Que é cpmo quem diz: festarola para os voluntários da Estónia, Letónia e Lituânia. A organização estava a cargo de um espanhol e um turco que trabalham aqui na Estónia, um em Tartu e o outro em Võru. Depois de muita confusão, muito estrilho, muitos mails por causa da merda da festa lá apanhámos (eu, Julka, Kêlig) boleia com um man que trabalha com a Julka e que tem uma mulher grávida que se chama Rena… a viagem até Tartu para mim foi um sacrifício, porque o meu dia começou cedinho, cedinho…
Levantei-me de manhã para ir a casa da Gabi buscar umas belas postas de bacalhau! ALEGRIA ALEGRIA!! Quando estava ao paleio com ela apercebi-me que devia ser o dia mais quente que tinha apanhado desde que estou aqui: o termómetro passava os 20 graus!! É tempo de havaianas!! (por acaso tinha-as na mochila, já vos explico para quê)
Meti as havaianas nos pés, o bacalhau na mochila e fui para o museu de arte contemporânea da Estónia -KUMU- ter com o Georgios. Vá pessoal, não pensem que eu tou a ficar maluca e que me levanto de manhã cedo a uma sexta-feira só para ir ao museu… Era o dia internacional dos museus, ou seja a visita foi: de graça!! Já me estava a estranhar, não??
Ora então aqui ficam uma peças de relevo:
Primeiro o museu em si que é o melhor de todo o conjunto!!




depois uma das peças que eu mais curti!

a sala das cabeças… é um bocado assustador, mas o efeito é brutal!! É uma sala só com bustos e cabeças. Lenine, Stalin, Pedro o Grande, Katarina… estão todos aqui, é demais!!



a exposição temporária era de novos artistas russos

fotos e peças de mercados no Cazaquistão

freaks…

Kalinka, Malinka, Kalinka, Maia…
Da arte estoniana, tenho a salientar:

um galo de Barcelos feito em rolhas de cortiça!!


“Scuba-divers”, a melhor cena que vi… parecia mesmo mesmo mesmo que estavam na água!


“armchairs” feitas com pneus de camiões. São brutais, mas não muito confortáveis. Ao contrário do museu em si: é super confortável, incrivelmente bem feito, mas o recheio não está à altura do edifício!
E com a brincadeira nas cadeiras deixei cair a minha máquina ao chão e parti os cristais do visor… e não tenho mira pequenina, ou seja: fodi a máquina toda!! A lente tá boa, mas sem ver o que ando a fotografar, é complicado! Mas não é por isso que vou deixar de carregar no botão!! De agora em diante as minhas fotos serão tiradas por instinto, sem ver o que tou a ver… espero que gostem!

E pronto visto o museu fui ter com a Aude para irmos à piscina fazer uma saunazinha e um jacuzzi… a piscina fica a uma boa meia hora do centro, mas é muito barata, limpinha e com pouca gente. Por dois euros e meio (40 EEK) fizemos dez piscinas (quase que ia morrendo) sauna seca, mais dez piscinas (a Aude, porque eu fiquei-me pelas 5) e jacuzzi… Soube-me pela vidinha!! Depois fizemos um belo pic-nic na floresta lá erto da piscina. Foi muito bom mesmo. É a tal coisa, no início é brutal estar sempre rodeado de muita gente, receber imensa informação. Mas depois quando se começa a processar essa informação vai-se preferindo dar atenção a determinadas pessoas, em particular. Começa a dar-se mais valor aos momentos que se passam a dois, a três ou até a 6 do que aos que se passam a 10 ou a 15! E foi isso que aconteceu comigo! Preferi estar só com a Aude do que depois estar com a mitra Tartu!!
bem este post era suposto ser sobre esse fim de semana em Tartu, mas já´vai longo... cenas dos próximos capítulos, já a seguir!!

1 comentário:

Ze_Porvinho disse...

Cara miss lee,

Bonito museu, sem dúvida.

E seja bem regressada ao mundo dos bloguistas vivos!!!!

Aproveito para fazer a pergunta do costume: esse bacalhau foi devidamente acompanhado por Grão daquele que eu gosto?????

Cumprimentos vínicos e em nome de uma certa aldeia, perdida algures no universo dos blogs.

Hic Hic Hurra