segunda-feira, dezembro 28, 2009

I'm a people person!

if you are one of the people I call "friend", please read this carefully, while you play the song.
this is a small debut to all my friends. the ones close to me, the others across the ocean, across Europe, living in Africa, dying somewhere!! to those I havent seen for ages but that I see everytime I blink! to those I have met the last days in the bloody-never-ending-Xmas-dinners!
specially to the ones that are always really close to my heart! to the ones leaving tomorrow, to the ones coming back next month... your are my "the ones"...



Everything's always better
Whenever you're [underdressed]
And I wanted to tell you then
To try a bird's nest

And it's truth you know
Its always the issue
And when it starts getting blurry
Ones never better than two


There's a place in this world
Where people like me are found by people like you
So find a place as this forever divine

Oh yeah you're the best damn friend that I'll ever have
You'll always smile upon me when the seasons bad
You'll always make me feel best even when I'm blue
You'll always smile upon me and I'll smile upon you too


I don't know what are you now
Since everything has changed
If I did know one thing
Its me whose feeling strange

Yes everything is different
And I don't react well
The changes that come when
Your life's becoming hell


There's a place in this world
Where people like me are found by people like you
So find a place as this forever divine

Oh yeah you're the best damn friend that I'll ever have
You'll always smile upon me when the seasons bad
You'll always make me feel best even when I'm blue
You'll always smile upon me and I'll smile upon you too


obrigada Ana

segunda-feira, dezembro 21, 2009

excuse me!

for those who think I burp too much... I dont't!


daqui, onde consta mta informação interessante e vital... tipo: os golfinhos dormem com um olho aberto ou 145 dias da vida de um homem são passados a fazer a barba
Obrigada Vera!

sexta-feira, dezembro 11, 2009

red was my mum's favourite colour


or Santa has new shoes!!

sexta-feira, dezembro 04, 2009

forever love

Este blog, que é só uma extensão de mim, está de luto fechado! Não se veste de preto, não deixa de sorrir nem de viver vivendo, mas está triste, triste, triste... por isso, pode demorar até voltar aos posts bem dispostos. Fiquem comigo.

Quem não tem mãe não tem nada, e eu nada tenho...

segunda-feira, novembro 23, 2009

climate changes...



stork season is here for good, even if it's winter!
S. João da Madeira, Portugal, 23 Nov 2009

segunda-feira, novembro 09, 2009

uma pobreza

Não posso deixar de notar que ontem a Antena 3 emitiu o Megafone V - Homenagem a João Aguardela. Hoje, a mesma emissora dedica várias horas a António Sérgio...

que pobre anda esta cultura portuguesa, com o desaparecimento destes lobos! (e que rica em Serviço Público se revela a Antena 3. Acho que esta rádio devia mudar o slogan para: "a aproximar os desterrados da capital do império musical")

terça-feira, outubro 27, 2009

you made my day

começamos mal... a abrir o blog e a passar logo uns largos dias sem postar... mas o tempo tem escasseado, para não dizer mesmo que tem faltado!

mas começamos bem, ao mesmo tempo! esta menina deixou-me um comentário aqui que me embeveceu largamente, por mais do que uma razão. Ganhou-me na primeira linha onde garante que passou horas a ler o 4000 km a Leeste! Eu acredito, quero acreditar! se todas as semanas duvido que muitos dos textos que escrevo (aqui) sejam lidos, num só dia, e depois de tantos de silêncio, não duvido mais. adoro feedback, acho que a mais interessante feature da internet, o que faz este tipo de diário válidos e úteis! e é a maneira como ela diz "passei várias horas a ler"... sem falsas modéstias, tem que ser alguma coisa de jeito, senão ninguém perderia horas a ler! 15 a 0 pá Inês!!

se me ganhou numa linha apenas, imaginem no resto do comentário! como não bastasse saber que alguém me lê e que pode reviver os meus posts in loco, sei agora que ainda vivo em Tallinn!! Vivo na memória dos que viveram comigo, nos sítios que frequentei, nas paredes das casas em que festejei! 2007 é hoje, foi em Agosto quando voltei e será sempre em mim!

Inês,
o teu comentário valeu para me encher o ego, para me garantir que vale a pena continuar a escrever, para me lembrar que Tallinn será sempre uma segunda casa! deste-me alento, fizeste-me recordar (esse mapa de Silly tem uma longa história...) e voltar a procurar em mim a veia adormecida! o francês que conheceste no Levist chama-se Thomas Dennis, e vais encontrá-lo muitas e muitas vezes! é, sem dúvida, das melhores pessoas do mundo (sem hiperbolizar, juro!)!! espero ler aqui qualquer coisa sobre o teu EVS.

é por estas e por outras que vou tentar trazer este blog de novo à vida!!

terça-feira, outubro 20, 2009

Stork Season!

se alguém ainda ler este blog,

pelas melhores razões, declaro este espaço aberto de novo!
Hoje, que o Outono parece finalmente ter chegado, inicio um espaço de primavera no coração! o 4000km_a_Le(e)ste está de volta, apesar de nunca ter estado efectivamente morto, com algumas remodelações. Agora que o meu polar bear parece estar a querer hibernar, este espaço será muito mais dedicado à fotografia... para que não se percam os vários gigas de imagem que andam lá por casa. A vocação para as viagens mantém-se e quase me sinto impelida a prometer que vou postar todas as atrasadas! Mas não... o tempo da campanha já lá vai!

esta manhã, debaixo de chuva vi uma cegonha no seu ninho, no alto de uma chaminé descaracterizada! primeiro pensei que o tempo está efectivamente fodido!! Cegonhas em Outubro já é demais!! Depois lembrei-me que, em 2007, parei de postar fotos na altura do mid term, quando andava a viajar pelo centro/sul da Estónia. no "hotel" onde ficamos havia imensas cegonhas...

quinta-feira, setembro 24, 2009

em choque

Abro uma brecha neste interregno para comunicar a minha indignação.
Pela primeira vez na minha vida (pessoal e profissional) fui plagiada! sim, à cara podre!

O jornal concorrente do meu publica hoje uma notícia em que refre vários "dados avançados na última semana". Não refere quem avançou com esses dados, mas eu digo. Fui eu, no meu jornal. São dados de uma investigação que eu fiz! como se não bastasse, o meu colega jornalista continua e acaba por copiar literalmente umas quantas frases de uma notícia que publiquei a semana passada. Estou em choque!

avançar informação do meu jornal sem citar o seu nome é mau, mas é usual no nosso concorrente. E aí nem atribuo culpas aos jornalistas, porque acredito que a ordem de não citar o labor venha de cima, da direcção de informação. Mas copiar, com todas as letras, vírgulas e pontos, informação apurada por mim e só por mim... isso já é demais!! além da falta de ética e brio profissional que o meu colega mostrou, revelou um enorme desrespeito pela minha pessoa e pelo meu trabalho.

Estou furiosa e triste! Furiosa porque não percebo como é que um colega me pôde fazer isto. Ele conhece-me, sabe como é que eu trabalho... e triste, muito triste, por me capacitar que é assim que se faz jornalismo nesta terra. Por saber que o jornal dele é mais lido que o meu e que os seus leitores são enganados...

aguardo resposta da ERC...

segunda-feira, julho 20, 2009

Koalas Desperados

TEMPU feat.Bezegol & Korbo


poi é! O Bezegol é que tem razão, o tempo não volta atrás!
mais aqui

segunda-feira, julho 06, 2009

congelar a matrícula

como já devem ter reparado, este blog encontra-se oficial e temporariamente encerrado, desde o dia de S. João, por motivo de doença muito grave de um familiar muito próximo.

Espero voltar ao activo em breve. Entretanto é possível que surjam alguns posts/desabafos acerca das condições do sistema público nacional de saúde.

às 24 mil visitam que este blog recebeu, até agora, um muito obrigada por acompanharem esta viagem que me levou de S. João da Madeira à Estónia. Tudo o resto, as viagens, as pessoas, os sentimentos, os abraços, foi lucro. As alegrias que este diário online me permitiu ficarão gravadas no barro de que sou feita.

Não prometo voltar, mas acredito que o vá fazer.
a quem, se alguém houver, que se tinha habituado a ler estas linhas, as mais sinceras desculpas.

terça-feira, junho 23, 2009

random and sentimental stuff

"Os Políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão"

Eça de Queirós


hoje fiz mais uma dádiva de sangue. Duas horas de espera depois, lá dei o meu contributo para a sociedade portuguesa. Além do nobre ofício de jornalista (que faz de mim além de informadora, formadora de mentes e opiniões), sinto que este é dos poucos contributos válidos e que podem fazer a diferença na vida de alguém. Além disso também só compro fruta e legumes portugueses!

G, guardo no peito um sentimento de injustiça contigo e com os teus. Que a minha memória nunca apague o teu enorme sorriso rasgado, enquanto as pontas dos teus dedos faziam um, as costas curvadas de tão altas. É assim que te lembro e guardo no peito, no lado mais sagrado do meu coração, onde me deito e adormeço, cansada de chorar

quinta-feira, junho 18, 2009

puta que pariu a moda

"então um bom dia e muita saudinha para o seu bébé!"

sim, foi assim que uma senhora que atendi na recepção do jornal se despediu de mim esta manhã!

"ah ah! É tudo meu! mas obrigada na mesma!" - respondi, atónita!

a culpa é da puta da moda!! Se ando de t-sirhts justas mostro as banhas, ou "as belezas", como diz a minha colega de trabalho que não tem nenhumas (banhas, entenda-se! É bem gira!). Se ando de tops largos (hoje por acaso trago um novo, a estrear, que parece um bibe azulão) pensam que estou grávida!!

Raios me partam a mim e à minha barriga, mais à intromissão de certas pessoas na vida alheia!

terça-feira, junho 16, 2009

memória selectiva

Não me lembro de um ano em que, como este, a 16 de Junho, ainda não tivesse ido à praia!! que país tropical! porra!!

segunda-feira, junho 15, 2009

Millionaire

Às vezes, tenho a sensação de ser uma especie de slumdog millionaire!
Fui a Lisboa, encontrei a malta da faculdade, já a altas horas da manhã.
Um manda uma boca a outro por causa dos sapatinhos deste.
"São umas alpergatas, típicas da Argentina", disse eu, como que constatando! Por momento fiz um brilharete. Já se tinha comentado aquele assunto e parece que ninguém sabia o nome dos sapatos (tão comuns em Portugal também), a não ser o jovem que os trazia calçados.
E eu só o sabia porque, duas noites antes, aprendi o nome no Porto.
Fui jantar com umas amigas ex-voluntárias (uma portuguesa e uma francesa) e gajas sozinhas têm este poder de atrair homens em grupo... Desta feita atraímos um grupo de argentinos, de férias na Europa. Um deles trazia umas alpergatas e contava-me que eram muito típicas na Argentina e que tinha ficado surpreso de as encontrar no velho continente...
coicidência ou sinal? Será que vou ganhar o euromillions ou que devia comprar uma viagem para Buenos Aires?? ai devia devia... e a TAP está com uma promoção: NY por 545 euros... ai senhor!!

terça-feira, junho 02, 2009

Lost Airbus

sem querer ser sabichona, atrevo-me a dizer onde caiu o Airbus da Air France! Caiu numa ilha como a do Lost!! metade dos passageiros estão vivos e de saúde! Daqui a cinco temporadas já alguns devem ter voltado às suas vidas quase normais!

isto não é humor negro!! É uma esperança verdadeira! até se encontrarem corpos e fuselagem, eu cá acredito que os passageiro estão numa ilha "deserta" com um campo magnético freak! E aposto que há muita gente a pensar como eu.
Afinal, o JJ Abramas é um visionário? é que o voo que desapareceu ontem, tal como o 815 era um transatlântico com dezenas de nacionalidades a bordo...

sexta-feira, maio 29, 2009

um rio e uma Super Bock


que haja muitos finais de tarde assim...
Pica, Cucujães

ERC - I TVI - 0

às vezes perghunto-me para que servirá este blog se não para postar coisas com as quais me vou congratulando (além daquelas que me irritam profundamente e fazem deste espaço um vale onde corre uma enxurrada de palavrões)...

por ERC entende-se Entidade Reguladora para a Comunicação Social. a notícia é da Meios e Publicidades


abrir aspas
ERC considera que a TVI mistura ‘factos e opiniões’ na informação

29 de Maio de 2009

, por Ana Marcela

A TVI deve “demarcar claramente os factos da opinião” como determina o Estatuto do Jornalista. A afirmação é da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) que ontem em deliberação considerou que a estação desrespeitou as normas ético-legais do jornalismo em várias edições do Jornal Nacional, relativamente ao caso Freeport que envolve o primeiro-ministro José Sócrates.Em causa estão sete peças emitidas em três edições do Jornal Nacional da TVI, de sexta-feira, que originaram entre 16 de Fevereiro e 30 de Março dez queixas questionando a abordagem jornalística dessas edições deste bloco informativo, e que foram objecto de análise dos serviços técnicos da ERC. “À luz da análise efectuada”, a ERC considera “verificada” a “possibilidade de a TVI ter posto em causa o respeito pela presunção da inocência dos visados nas notícias”. O organismo regulador “reprova a actuação da TVI”, e insta a estação de Queluz a cumprir “de forma mais rigorosa o dever de rigor e isenção jornalísticas”.Em comunicado, José Eduardo Moniz, director-geral da TVI, reagiu à deliberação da ERC. Afirmando não ter ficado “admirado com a recomendação da ERC, tratando-se de um órgão que resulta da vontade dos partidos políticos”.
O director-geral da estação reafirma que “a linha editorial da TVI se mantém, continuando os responsáveis directos pela execução das orientações existentes quanto a conteúdos informativos a merecer a sua confiança total”. Mais, acrescenta, “as práticas em vigor no que diz respeito a produção de notícias, bem como a trabalhos de investigação, manter-se-ão, no respeito por aquilo que são os padrões de independência, profissionalismo e rigor que tornaram os jornais da TVI nos serviços informativos mais procurados pelos portugueses”. Aliás, conclui, “em nenhuma ocasião, a veracidade das notícias da TVI nos jornais objecto da dita análise da ERC, foi posta em causa”.
fechar aspas

quinta-feira, maio 28, 2009

Eu também!!

abrir aspas

Movimento pela legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo lançado domingo em Lisboa
José Saramago, Lídia Jorge e Daniel Sampaio apoiam casamento entre homossexuais

27.05.2009 - 21h39 São José Almeida
O psiquiatra Daniel Sampaio, a constitucionalista Isabel Mayer Moreira e a actriz e escritora Ana Zanatti são três das personalidades que, no domingo às 16h, subirão ao palco do cinema São Jorge, em Lisboa, para explicar publicamente as razões pelas quais integram o Movimento Pela Igualdade no acesso ao casamento civil (MPI) e subscrevem o seu manifesto. Imediatamente antes, o documento será lido pela actriz Fernanda Lapa.

Atingindo já mais de setecentas adesões, o MPI conta com o apoio dos escritores José Saramago, Ana Luísa Amaral e Lídia Jorge, da realizadora de cinema Ana Luísa Guimarães, dos artistas plásticos Graça Morais e Julião Sarmento, da jurista Teresa Beleza, do jornalista Miguel Sousa Tavares, do cientista Alexandre Quintanilha, dos humoristas Herman José e Ricardo Araújo Pereira, dos actores Alexandra Lencastre, Catarina Furtado, Soraia Chaves, Filipe Duarte, Nuno Lopes e Pepê Rapazote. E também o cavaleiro tauromáquico José João Zoio e a figura da sociedade Lili Caneças.

No final da apresentação pública do movimento, haverá uma reunião para decidir sobre actuação futura. O MPI está a ser constituído para se assumir como movimento de pressão da sociedade civil sobre o poder político com o objectivo de obter dos partidos, no ciclo eleitoral que agora se inicia e que inclui legislativas, o compromisso de que o próximo Parlamento altere o Código Civil para que este passe a permitir o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

"A igualdade no acesso ao casamento civil é uma questão de justiça que merece o apoio de todas as pessoas que se opõem à homofobia e à discriminação", diz o manifesto do MPI. "Exigimos esta mudança necessária, justa e urgente porque sabemos que a actual situação de desigualdade fractura a sociedade entre pessoas incluídas e pessoas excluídas, entre pessoas privilegiadas e pessoas marginalizadas", acrescentam.

Outro argumento é o de que "esta alteração legal é uma questão de direitos fundamentais e humanos, e de respeito pela dignidade de todas as pessoas". Os subscritores consideram que "é no reconhecimento pleno da vida conjugal e familiar dos casais do mesmo sexo que se joga o respeito colectivo por todas as pessoas, independentemente da orientação sexual, e pelas famílias com mães e pais LGBT, que já são hoje parte da diversidade da nossa sociedade".

O manifesto afirma ainda que o reconhecimento deste direito a homossexuais "não afectará nem a liberdade religiosa, nem o acesso ao casamento civil por parte de casais de sexo diferente", e que "a igualdade nada retira a ninguém, mas antes alarga os mesmos direitos a mais pessoas, acrescentando dignidade, respeito, reconhecimento e liberdade".

O MPI sublinha que "o reconhecimento da plena igualdade foi já assegurado em várias democracias, como os Países Baixos, a Bélgica, o Canadá, a Espanha, a África do Sul, a Noruega, a Suécia e em vários estados dos EUA". E apelam para que seja garantido que "Portugal se coloque na linha da frente da luta pelos direitos fundamentais e pela igualdade".

fechar aspas
in Público

o manifesto completo do MPI está aqui

domingo, maio 24, 2009

delicioso!!

eu tenho por regra não ver a tvi pela óbvia razão de não gostar do tipo de jornalismo que fazem. poderia discorrer aqui sobre o sensacionalismo, a lógica do coitadinho do dia, a preferência do sangue sobe a novidade e muitas outras inversões e depurpações dos valores que conferem aos acontecimentos o estatuto de notícias. mas para quê? o que nós (a maioria dos jornalistas portugueses) achamos já foi dito, na cara e em directo à Manuela Moura Guedes!



delicioso!!!

é certo e sabido que o Marinho Pinto é um desbocado de conduta algo duvidável. Mas, eu cá nutro por ele um especial carinho e depois desta intervenção ainda mais! Ele foi o meu primeiro professor de direito, e como jornalista e advogado tem um ponto de vista extremamente interessante sobre o modo como se processam as relações entre jornalistas e justiça.
Além disso, o facto de ser um esquerdalho reaccionário confere ao seu discurso um encanto avassalador sobre os que o escutam, em sede de aula, na perseguição de um ideal de justiça. Este homem, que parece não desempenhar muito bem as suas funções de bastonário (só pela agitação que causa, por acusar nem nomear, pela urticária que dá aos outros! porque mais não sei) cumpre no entanto o seu grande papel fundamental: o do defensor dos pobres e oprimidos!! Eis, Marinho Pinto contra a vaca gorda do sensacionalismo, da opinião misturada com informação! Eis Marinho Pinto a alertar todos os pobres de espírito telespectadores da TVI que se poderiam deixar contaminar por aquela maneira dissimulada de fazer jornalismo!
O senhor bastonário da ordem dos advogados fez, em directo na TVI (a estação generalista menos isenta e pluralista, a meu ver), uma defesa da classe jornalística, em prol das liberdades de informação e expressão criteriosas e bem executadas! O bastonário da ordem dos advogados defendeu, em causa própria, os jornalistas a sério contra os que fazem interpretações lacónicas e duvidosas dos códigos deontológico e de conduta da profissão. Estre senhor disse aquela senhora o muitos de nós pensamos, dizemos entre pares em conversas de café e desejávamos, no íntimo, atirar-lhe à cara!

Aposto que há muito bom jornalista da TVI, que sofre diariamente com pressões editoriais, cortes e remodelações devidos a uma certa orientação sanguinária, que ficou muito contente de ouvir isto, na sua estação!
Eu sempre achei que esta Nelinha se devia ter ficado pelos 80's a cantar! aí sim, fazia sucesso e não incomodava ninguém!

sexta-feira, maio 22, 2009

Sanjo power

hoje foi também o dia em que público citou o labor... duas vezes!!
Aliás, foi o dia em que um assunto que foi chamada de primeira página no labor chegou à capa do suplemento de economia do Público e mereceu duas páginas a cor, no seu interior!! Hoje foi o dia em que um jornal nacional seguiu as pisadas de um jornal local, seguiu a história e usou as mesmas fontes. Hoje foi o dia em que os papéis se inverteram!

lembro que tudo isto começou com a Xica...

jargemine peatus: Tallinnas!

hoje, o Luís (o voluntário espanhol que me "substituiu" no meu projecto na Estónia) indicou-me este blog, de um português que mora em Tallinn há quase três anos. Este senhor além de escritor é cronista num jornal estoniano. Neste recente blog tem umas crónicas deliciosas sobre a vida de um latino em Tallinn. Estive a ler algumas e revi-me em imensas situações!
é curioso. acho que nunca nos conhecemos na Estónia. Mas eu diria que este senhor tem um macbook branco, igual ao meu. e diria isso porque a sua cara não me é estranha! consigo imaginar-me num espaço público com internet a ver alguém como eu: white mac lover! imagino até que tenha pensado: "aquele gajo não é estoniano, certamente... pela pinta até podia ser português!)
Agora que faltam menos de três meses para voltar a Tallinn, parece que se adensam os factores conjunturais! e este senhor lembrou-me do salmão do Hell Hunt! ai senhor!! quase que me espumo!!

terça-feira, maio 19, 2009

voltei, voltei


voltei de lá!! Ainda ontem estava em França e agora já estou cá!!

segunda-feira, maio 11, 2009

dia da Europa

Para assinalar aqui o dia da Europa, que já passou, deixo-vos com os vencedores do concurso «União Europeia e cidadania», que foram hoje designados. Mais de 2 500 estudantes de artes gráficas, de 16 anos ou mais, participaram no concurso mediante a criação de uma banda desenhada de uma página, sem palavras, para ilustrar a noção de cidadania na União Europeia.

esta foi a BD vencedora, de Mehdi Boualam (Bélgica)


esta ficou em segundo lugar, mas em primeiro no meu coraçãozinho. É de Sibila Koritareva (Bulgária)


esta vinheta recebeu o terceiro prémio e é do holandês Stephan Timmers


esta ilustração ganhou o prémio do público. é da autoria de Nhung VU, da Alemanha. Deixo aqui um desafio: tentem identificar as imagens com um país, assim, sem esforço nem recurso é internet! Apenas olhem e identifiquem os quadradinhos que conseguirem. eu fico-me por 16... que vergonha!! gosto mt dos pompons da menina da Estónia!


apesar de não ter ganho, esta vinheta, do Ricardo Reis foi a melhor portuguesa. e cá a mim parece-me muito bem e uma boa ideia. afinal em tempos de crise a União é mesmo um pára-quedas!



cliquem nas imagens para lerem os sentimentos. Acho que vale mesmo a pena

quarta-feira, maio 06, 2009

volta Andreia, estás perdoada!!

a minha rotina tem sido mais ou menos qq coisa deste género:

dormir mal - acordar - bulir - almoçar - café - bulir - jantar- nespresso na redacção - bulir - dormir

o que me leva a pensar: se no meu horário de expediente estou a trabalhar e nas nminha horas livres também, quando é que vou fazer a merda dos trabalhos que tenho que fazer para a faculdade???

o primeiro é para entregar antes de ir para Paris... Oxalá, a senhora lá de cima me ajude, já que é no dia dela!! ( o que me leva também a pensar: por que razão ao mínimo "problema" levantamos as mãos e a cabeça ao céu?)

terça-feira, abril 28, 2009

eu votei neles!!

"O Monstro precisa de Amigos" foi eleito pelos ouvintes da Ante3na como o melhor álbum português dos últimos 15 anos!! e eu votei nele!

é curioso que em primeiro (Ornatos Violeta) e segundo (Silence 4) lugar estejam bandas que já não existem...
Relembro aqui e aqui a entrevista que "articulei"com Manel Cruz

sábado, abril 25, 2009

é preciso fazer mais!!

hoje, 25 Abril, só vos tenho uma coisa (além dos outros posts de hoje) a dizer:

Avante tugas, às urnas!


é a única maneira de resolver a crise, é participando na democracia, exercendo as liberdades que nos deu Abril. Afinal, como diz o Rodolfo Andrade, "Muito da revolução está ainda por fazer!".

a ideia não é nova nem inédita. mas o que precisamos não é de inventar a roda, é de a pôr a funcionar, a andar bem, com segurança e rapidez! precisamos de participar activamente na construção da democracia e das suas instâncias. Não esperar pelo que o estado/sociedade possa fazer por nós, mas contribuirmos nós para esse estado/sociedade. Eu cá vou tentando fazer a minha parte, exercendo a minha liberdade de expressão, o meu direito de informar, em prol do vosso direito de estarem informados!

Olho aberto, camaradas cidadãos! diz-nos a história que os regimes ditatoriais têm mais facilidade em se implementarem durante momentos de crise! é nesse sentido que vamos com a perca de direitos e seguranças que temos vindo a sofrer. Não deixem hipotecar a vossa liberdade!

para quem estiver em Coimbra



Reality is what one imprisons with his/her senses. What they make with that information is their own show

bday_shoes


i have a crush on shoes!
so my friends got me the dark ones to bling the walk... and i got my self the blue ones! happy bday. *pitas* e *Xica*

sexta-feira, abril 24, 2009

onde está a WaLee?



quem me descobrir (ou uma parte do meu corpo) neste vídeo leva um doce! O assunto não é doce, mas é trabalho!
uma pista - seguro o gadget mais fashion de todos!! (foi prenda de anos, da wishlist!!)

quinta-feira, abril 23, 2009

a política que temos



num claro movimento de bota-abaixo, a JS lança este delicioso vídeo! O líder dos crescidos da JS não é melhor do que esta senhora. Mas se ainda está agarrado à cadeira, em parte é porque tem uma oposição de merda, como este vídeo bem o demonstra!

Só há uma coisa que a senhora diz com a qual eu concordo: Riscar o TGV!! concordo, porque num país com a nossa dimensão e três aeroportos (não estou a contar o de Fátima) não se justifica ter um comboio que anda um bocado mais rapido que um Alfa Pendular.

A título de exemplo, já comprei o meu bilhete de TGV para Maio. Vou fazer 400 km, de Paris a Rénnes, em 1h57 min. Custou-me 26 euros!!!! Do Porto a Lisboa são 314 km e o Alfa Pendular demora quase três horas. Custa a módica quantia de 32 euros! Agora eu pergunto, quanto vai custar o TGV ao cliente final? Fizeram as contas bem feitas (e não à Guterres)? Agora, digam-me quem, além dos turistas ricos e dos empresários mais ricos ainda que têm medo de andar de avião, quem vai andar no TGV?

bueno, há outras afirmações da dona Manela que eu podia comentar, rebater, escarnecer, desconstruir aqui... Tipo: "ninguém é dono de si"... amiga, LOCALIZA-TE!! O fascismo já lá vai! Mas não vou fazer nada disso, porque acredito que a Manuela Ferreira Leite está senil! Só neste contexto (de senilidade) é que posso aceitar que a líder dos sociais-democratas diga semelhantes barbaridades! E, por conseguinte, os laranjinhas devem andar todos tocados pela senilidade da líder. Caso contrário já se teriam desmarcado do partido ou atirado com ela da cadeira abaixo!

Já num post anterior me mostrei claramente anti Socrática! Hoje, declaro-me anti Lacticínios laranjas! Um dia hei-de escrever sobre as razões que me levam a acreditar que votar CDU nas legislativas (e nas europeias) é o caminho mais acertado. Este ano será o ano do Bloco de Esquerda. Vão ganhar votos e deputados como a merda! Talvez se tornem a terceira força política do país. E isso assusta-me. E muito!! Por essas e por outras, fica prometido um post caciqueiro em prol dos comunas!

assinado pela gaja que foi da JCP até aos 14 ou 15 anos, altura em que ganhou juízo e um par de estalos!

Sheer simplicity!



não sei se é da doce voz da Feist ou da guitarrinha, mas esta música não me sai da cabeça há já uns dias...

Kings of Convenience & Feist "Know-How", do filme "brokendown melody"

Riding on this know-how
Never been here before
Peculiarly entrusted
Possibly that's all
Is history recorded?
Does someone have a tape?
Surely, I'm no pioneer
Constellations stay the same

Just a little bit of danger
When intriguingly
Our little secret
Trusts that you trust me
'Cause no one will ever know
That this was happening
So tell me why you listen
When nobody's talking

What is there to know?
All this is what it is
You and me alone
Sheer simplicity

What is there to know?
All this is what it is
You and me alone
Sheer simplicity

What is there to know?
All this is what it is
You and me alone
Sheer simplicity

segunda-feira, abril 20, 2009

a partir de hoje: Não gosto da Júlia Pinheiro

tenho que partilhar com vocês uma aberração que vi ontem. Chama-se "Uma canção para ti", é um programa da TVI e é das piores merdas que eu já vi! Agora já percebo porque saio de casa todas as noites... é para não ver a TVI!!!

Então, esse programa onde criancinhas cantam músicas mais antigas que os pais delas, é apresentado pela Júlia Pinheiro e pelo Manuel Luís Goucha. Eu vou escrever uma carta ao provedor da tv acerca da maneira como estes dois tratam as crianças (this is not a joke!)!! É incrivel! Chamam-lhes nomes (e não me fodam com as alcunhas!!) gozam com o facto dos miúdos serem gordos ou magros, fazem piadas acerca de sotaques... é escandaloso!! Dois adultos a gozarem com um miúdo, a chamarem-no "bolinhos" ou "docinho"... Não sabem que se agora em diante, toda a gente na escola lhe vai chamar assim?? É de uma sensibilidade... incrível! Fiquei mesmo chocada!

depois, como se não bastasse, há que humilhar uma miúda. Como (só) é super boa aluna a tudo, menos a educação física, lá vai a Júlia Pinheiro mostrar-lhe como se faz!! Não bastou fazer a miúda corar em directo ao admitir que "não se estica lá muito bem"... a dona Júlia Pinheiro deu uma cambalhota para a frente, em directo, do alto dos seus saltos de 12 cm, metida num vestido tão horrososo como vaporoso! O Goucha simulou, mas não deu!! Melhor para ele que, assim, não ficou sentado à pato no chão, nem teve que se por de joelhos para se levantar... "Vês, querida?? se a tia Júlia com etsa idade consegue... tu também devias conseguir", era só o que lhe faltava dizer! que medo!!

na minha memória selectiva tenho (tinha,tinha) sempre a Júlia Pinheiro como uma gaja interessante que sabia o que dizia! Isto porque, a minha memória selectiva se fixava na "Noite da má língua", exclusivamente. Não sei o que são "as tardes da Júlia", confesso. Mas a minha memória, ontem, permitiu-me que me lembrasse de outra coisa. Quando davam aqueles programas de merda sobre pseudo-famosos numa quinta, a Júlia Pinheiro falava para um burro! Como é que uma mulher, minimamente inteligente como eu acreditava que fosse, se presta a este papel?? E agora, alinha com o Goucha a mal tratar criancinhas com um sorriso nos lábios?? Esta é a merda que alguma televisão faz às pessoas... e essa merda é multiplicada por vários milhares de receptores amorfos e não críticos que vêem isto!

ps - procurei no you tube a Julhinha a cambalhotrar, mas não encontrei nada!!

quinta-feira, abril 16, 2009

hoje a festa é


no Armazém do Chá, Porto

in category: things we do to see our friends. Skalator aka Gil, buddy that lives in the UK! so, even if tomorrow is a working day, tonight is party time!

terça-feira, abril 14, 2009

eu sou um monstro das bolachas

Quem não sabe falar em público não o deve fazer, especialmente se houver quem o saiba fazer por si. E, principalmente, quando houver um jornalista presente.

Quem não sabe falar em público, ou seja, ter uma voz bem colocada, ideias organizadas, discurso estruturado, capacidade de entoar apelativamente, reformular e responder a questões, pois que se cale!!

Os jornalistas são como monstros das bolachas. Só que em vez de bolachas, papam informação. E se a informação lhes for dada aos bocados, em mau som (ou seja, se as bolachas estiverem moles e esmigalhadas), o resultado do produto jornalístico vai ser uma merda!! É preciso motivar os jornalistas, dar-lhes bolacinhas fresquinhas, acabadas de fazer, com pepitas de chocolate! Só assim é que eles podem arrotar belos textos, repletos de coisas bonitas para se ler! Se as bolachas forem más, o monstro não arrota, regorgita os mesmos pedaços moles de informação...

esta piadinha é para uns meninos de uma escola superior que andam em périplo pelo país a apresentar a oferta formativa da dita escola. 4 pessoas, sendo que 3 são alunos e um professor. Sentados, atrás, estão os únicos dois bons oradores, com capacidade para prender o ouvinte (adolescentes do 12º ano e eu!). Em pé está um aluno, claramente nervoso, tão nervoso que me deixou irritada! tiques na fala, discurso desorganizado (tanto que os outros têm que explicar melhor o que ele quer dizer), a mão sempre a apertar o bolso da batina, morder os lábios... o professor... ai meu deus!! "Cale-se homem!", era o que me apetecia dizer. nunca começou uma frase por iniciativa, mas sim, interrompeu sempre o outro puto nervoso que estava a falar. Se quer interromper, pois que seja para dizer coisas interessantes e que estavam em falat no discurso anterior! Não interrompa para acrescentar pormenores desnecessários, fazer piadas, falar da experiência pessoal ou entalar o puto nervoso! Porra!

Imprensa Nacional - 1 (a apresentação foi tão pobre que se eu trabalhasse na Lusa, tinha vindo embora!)
Imprensa Local - 0

quinta-feira, abril 09, 2009

ontem, hoje e amanhã

hoje é o primeiro dia do resto da minha vida...
amanhã acaba-se o meu primeiro quarto de século... agora é sempre a caminhar para o meio século de peso!
queria juntar à minha *wishlist* um amorzinho... mas não encontro o link mais adequado...
hoje recebi uma prendinha vinda da Suíça! Um livro, "get an afro hairstyle" gum, e uma meia/porta-moeda com cerejas!!! Obrigada Cati
já há uns dias tinha recebido um girissimo colar (e brincos respectivos), hand made, portuguese design!! Obrigada Ana
entretanto, já me deram os parabens algfumas vezes, mas não faz mal!!
Minis, logo a noite, num café perto de si!!

sexta-feira, março 27, 2009

hoje é o meu dia

Hoje é o Dia Mundial do Dador de Sangue, e esse dador sou eu!!
É uma das coisas que tento cumprir escrupulosamente: dar sangue 3 vezes por ano. No total não chega a litro e meio de líquido precioso, dispendido ao longo de um ano... por outro lado, pode salvar ou ajudar alguém.

Ser dador de sangue implica passar horas numa fila gigante, levar com uma agulha grande e grossa pelo braço acima e dar. Dar sem esperar nada em troca, nem sem saber se o sangue será utilizado! Mas ainda assim, recebem-se uns cartõezinhos a desejar os parabéns, as boas festas. Até já recebi um diploma todo catita por dez dávidas!! e não se pagam taxas moderadoras! Mais benifícios não dá, mas traz uma certa paz interior. É o meu contributo para esta sociedade.

Por muito que se dê, nunca é de mais. Incito os que viajam por aqui a participarem numa colheita. Ofereço-me para lhes disponibilizar informação sobre sítios e horas de colheitas. Voluntario-me a lá ir segurar-lhes a mão.

o JN traz hoje uma peça interessante sobre as dávidas de sangue. Sabiam que por dia são usados 65 sacos de sangue em cada hospital? Que as dávidas permitem a um hospital sobreviver durante quatro dias?

continua a não ser suficiente! Eu já tenho a minha próxima dádiva marcada para o fim de Abril. e tu??

quinta-feira, março 26, 2009

*wishlist*

Como faço anos daqui a 2 semanas, inaugurei neste blog uma nova secção: *WISHLIST*
Já lá tem três coisinhas. Espero ir acrescentando mais... muitas mais!
Conforme alguma alma caridosa me for presenteando com estes wishes... vou comunicando.

quinta-feira, março 19, 2009

mea culpa

eu admito:

SOU PREGUIÇOSA!!


sou muito preguiçosa! Lazy Lazy Lazy!! Eu adoro o verbo alemão "faulenzen" = preguiçar, fazer nenhum, giboiar, vegetar. (há outro verbo alemão que eu gosto. "Kiffen")

mas sim, sou preguiçosa mais para umas coisas do que para outras! O meu mais recente desafio é o yoga. e para tal não sou preguiçosa. mas para os trabalhos da faculdade... ai meu deus!!

o desânimo e a falta de resultados potenciam a preguiça... e tenho dito!

sexta-feira, março 06, 2009

estou triste e com um nó no estômago

Encontraram o corpo do Afonso Tiago, em Berlim, no fundo do Spree.

ainda o casório entre malta do mesmo sexo

acerca do assunto deste post , vem a edição do Público de hoje explicar melhor a situação.

abrir aspas

Supremo Tribunal da Califórnia revê proibição de casamento entre homossexuais

06.03.2009, Rita Siza, Washington


Daqui a 90 dias vai saber-se se os juízes de São Francisco confirmam a validade do referendo de Novembro

A Centenas de activistas reuniram-se ontem à porta do Supremo Tribunal da Califórnia em São Francisco, enquanto no interior o colégio de juízes ouvia argumentos a favor e contra a validação da chamada Proposition 8, uma iniciativa anticasamento gay que foi votada e aprovada em referendo nas eleições de Novembro de 2008.

Ao longo de três horas - transmitidas em directo pela televisão -, o colectivo ia apreciar as razões dos proponentes da medida que limita o casamento apenas à união entre um homem e uma mulher e daqueles que defendem a igualdade de direitos para os casais homossexuais e exigem a revogação da Proposition 8.

O Supremo Tribunal da Califórnia legislou em Maio do ano passado que os casais do mesmo sexo tinham os "mesmos direitos constitucionais dos casais de sexos diferentes na escolha do parceiro e no estabelecimento de uma relação de compromisso que proteja a família e seja reconhecida".

A decisão inédita foi seguida de uma "vaga" de casamentos e contestada pelos grupos de defesa do "casamento tradicional", que reuniram as assinaturas necessárias para a promoção de um referendo. A Proposition 8, para a proibição do casamento gay, obteve uma maioria de 52,2 por cento de votos nas eleições de Novembro.

O que está em disputa no Supremo é a "caracterização" legal da Proposition 8: tratou-se de uma revisão constitucional, juridicamente inadmissível, ou de uma mais emenda limitada da Constituição? Os advogados de defesa dos direitos dos homossexuais dizem que é uma revisão ilegal e uma usurpação da autoridade dos tribunais.

Como comentava o analista jurídico da CNN Jeffrey Toobin, o caso é especialmente interessante, pois confronta o Supremo com uma decisão "filosófica" sobre o papel da lei: deveriam os juízes defender a vontade manifestada democraticamente pela maioria, ou pelo contrário assumir a protecção dos direitos da minoria sujeita a discriminação?

A decisão do Supremo só será anunciada dentro de 90 dias. A validade dos mais de 18 mil casamentos realizados desde Maio do ano está dependente do veredicto. Os opositores do casamento homossexual ameaçaram fazer uma campanha para substituir os juízes que votarem contra a Proposition 8. E as associações gay anunciaram um novo referendo em 2010, se o tribunal confirmar a proibição.

fechar aspas

Como toda a gente já percebeu, este blog é pela defesa das liberdades e dos direitos. Este blog concorda com e defende a possibilidade de casamento entre duas pessoas do mesmo sexo.

À pergunta, extremamente bem colocada pela jornalista (que ontem escreveu um belo destaque no Público): "deveriam os juízes defender a vontade manifestada democraticamente pela maioria, ou pelo contrário assumir a protecção dos direitos da minoria sujeita a discriminação?" eu respondo.

O conflito que aqui existe entre dois direitos é falacioso. facção A - o direito de expressão manifestado pela maioria dos cidadãos vs facção B - direitos e liberdades pessoais e fundamentais de uma minoria que não é assim tão minoritária!

A facção A tem todo o direito de se manifestar contra os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Mas não tem nenhum direito de retirar aos membros da facção B direitos e liberdades fundamentais consagrados nas constituições dos países civilizados e na Declaração dos Direitos do Homem. É isto que está em jogo e que os juízes devem avaliar. o direito à liberdade de expressão também é um direito fundamental, baluarte da democracia. Mas perde força em combate com o direito à felicidade, a construir uma família, à liberdade pessoal, às licenças de maternidade e paternidade, aos direitos conjugais e aos benefícios fiscais que o casamento representa.

A lei dar aos homossexuais o direito de se casarem é apenas restituir e legalidade de um estado democrático, colocando todos os seus cidadãos em pé de igualdade no acesso a um contrato. Trata-se de restituir a igualdade e a liberdade. Não são esses dois dos pilares da democracia, do Estado de Direito?

a minha vida é um inferno

na quarta à noite fui prestar o meu serviço de voluntariado no Centro de Apoio ao Trabalhador Estrageiro, aqui em SJM.
Estrangeiros... não apareceu nenhum! Trabalhadores... também não! Apareceu um senhor, com cerca de três vezes a minha idade, também voluntário. E eis que no meio da nossa conversa (mais sua, confesso! quase me limitei a ouvir) ele me pergunta:

E você, tem alguém consigo no purgatório?

quando lhe disse que não tinha percebido a questão o senhor apontou para as suas alianças, de casado e de bodas de prata. Ah!! - exclamei

Nessa noite capacitei-me que vivo no inferno!! Quando encontrar AqUeLa PeSsOa (do sexo masculino apesar da feminilidade da expressão) passo a viver no purgatório. E quando morrer, após uns belos anos de purgatório, devo ter entrada directa no céu! Espectacular!!

quarta-feira, março 04, 2009

Cavaco revela o que todos já sabemos

(não) notícia do Público

Engenheiro português foi visto pela última vez em 10 de Janeiro
Presidente da República revela que desaparecimento de Afonso Tiago em Berlim é de difícil resolução


04.03.2009 - 16h34 Luciano Alvarez, em Berlim

A revelação foi ontem feita pelo Presidente da República, Cavaco Silva, no segundo dia da sua visita à Alemanha. O desaparecimento em Berlim do engenheiro português Afonso Tiago é considerado “um caso de bruxedo” pelas autoridades germânicas. Ou seja, explicou o chefe do Estado, um daqueles casos incluídos na categoria de “difícil resolução”.

O Presidente português revelou ainda que falou com o Presidente alemão e com o presidente da Câmara de Berlim sobre o assunto, e que teve a garantia de que as autoridades alemãs “estão empenhadas em resolver este misterioso desaparecimento”.

Cavaco Silva, que tem recebido também informações das polícias de investigação portuguesas, acabou por afirmar “que infelizmente não há grandes novidades sobre o assunto”.

Afonso Tiago, de 27 anos, desapareceu no centro de Berlim na madrugada de 10 de Janeiro, sábado, após ter decidido não continuar a noite com os amigos.

O jornalista do PÚBLICO viajou num avião fretado pela Presidência da República

fim de citação. o bold é meu.
isto merece-me um comentário que, por ser ofensivo, não cabe na página do Público (nem sequer o pus lá porque é mau para o colega que escreveu a notícia e se calhar, ninguém o iria denunciar)

O Cavaco não "revelou" coisa nenhuma!! Quem tem seguido este caso, como eu e espero que vocês, já percebeu há umas semanas largas que este caso é bicudo. Alguém que diga ao Sr. Silva que se este caso não fosse de difícil resolução já estaria resolvido!! Portanto, das duas uma: ou o Sr. Silva apresentou isto mesmo como uma revelação e nesse caso quer dizer que ele não sabia de nada e que não lê as petições assinadas por 8 mil portugueses. (E quer também dizer que o jornalista come tudo o que lhe dão, sem questionar) Ou, o Sr. Silva admitiu que este é um caso difícil e o jornalista, para dar mais força ao texto, escolheu o verbo "revelar" para o título. Neste caso, que me parece o mais provável, não posso concordar com a escolha redactorial do jornalista. "Revela" tem mais força do que "Admite", é um facto. Mas é também factual que é estar a enganar os leitores!! Se o Luciano Alvarez tivesse lido a reportagem da Andreia Sanches, teria escolhido um título diferente, já que não está a revelar nada aos leitores do Público. A reportagem fez capa da edição Porto do Público com o título: "Afonso desapareceu há 48 dias. Ainda ninguém deixou de o encontrar". Foi capa do P2, suponho que em todas as edições do jornal, com o título "Ainda ninguém desistiu de procurar Afonso". Na página 4 do segundo (será mesmo?) caderno do Público aparece a três linhas: "O extraordinário caso do desaparecimento de Afonso em Berlim". Que caralho quer o presidente ou qualquer jornalista revelar sobre este caso????? Revelar, só se for alguma pista, algum indício!! Isso sim, é o que o povo espera!

os leitores do publico.pt tb comentaram assim:


04.03.2009 - 17h23 - Almeida Resina, Santa Cruz, Portugal dos Portugueses não da UE

Se aqui em Portugal se tivesse dito que o maldito desaparecimento da Maddie era um “um caso de bruxedo”, os media Britâicos cairiam duramente sobre nós....

04.03.2009 - 17h20 - cm, lisboa, portugal

Os disparates do PR continuam ao ritmo do costume. Os do Público também. Cavaco Silva «revela»? Ou será «admite»? Se «revela», é talvez porque saiba coisas que a Polícia não sabe, o que não parece ser o caso. Continuem assim que vão longe. Ou talvez não, o que interessa é baralhar a malta...

04.03.2009 - 17h17 - António, Lisboa

as banalidades cavaquianas habituais, de altíssima craveira professoral, a anunciar mais um veto aleatório à medida do calendário eleitoral para alegria do PPD; pena é a terrível incerteza sobre o destino do nosso jovem compatriota, oxalá apareça depressa e bem, para que tudo se esclareça e recomponha !!!

04.03.2009 - 17h10 - Luis Lima, Lisboa

Fica bem ao PR, mostrar sensibilidade e disponibilidade para acompanhar este caso com as autoridades alemãs. Bravo Sr. PR.

04.03.2009 - 17h06 - Espectro, Porto

Estou a imaginar o Sr. PR com a boca cheia de de hottdogs (agora não é época de bolo-rei!) a dizer: Isto é um caso de bruxedo! LOL

só espero que um dia o Sr. Silva revele que o Afonso apareceu, com vida. e que seja a Andreia Sanches (a quem parabenizo pela excelente reportagem) a escrever a notícia!

segunda-feira, março 02, 2009

Jantar de Natal Pós graduação I

aqui falei do jantar de Natal da malta da pós graduação, em Coimbra. Mas ainda não tinha mostrado nada. então, falemos mais um bocadinho!

aqui está um dos grupos mais bem dispostos do curso. Malta interventiva, consciente e com boas "escolas" de jornalismo (não me refiro aos estabelecimentos e ensino, obviamente. mas em várias discussões, já demonstraos estar do mesmo lado, no que toca à ética!) o rapazola é o Mário Freire, voz da rádio Cardal. Para quem não sabe, (como eu fiquei a saber este sábado quando fui comer sardinhas a Pombal, a convite do Mário) cardos são espinhos, ou flores espinhosas. Em alguma época da vida de Pombal, alguma coisa terá acontecido com os cardos, que hoje dá nome a, pelo menos, uma praça, uma rádio e um restaurante!
Abaixo dele está a Bela, minha colega de trabalho e de curso. Temos passado muito tempo juntas, e à sexta, quando há aulas, até partilhamos a cama (cada uma dentro do seu saco-cama!!!). Gosto dela. E tal como a Aude (fr) faz-me muitas vezes pensar que é possível gostar e ser amiga de pessoas muito diferentes de mim.
Entre a Bela e eu está a Adriana Afonso, jornalista de O Eco, de Pombal. Leitora deste blog, tem dos melhores sentidos de humor que tenho encontrado ultimamente. o estado de espírito "modo bem disposto, mesmo mal disposto diz piadas enfurecidas" parece ser comum aos brasileiros, e esta não falha à regra...
depois a rir tanto que quase não tem olhos, sou eu! E ao meu lado, a Tânia Pinheiro Lino, jornalista do Audiência, de Gaia. É a nossa companheira de viagens e partilha comigo a fama de mukher do norte, de falar grosso. contudo, eu ganho (mas às vezes acho que perco) em asneiredo!

este post fica por aqui, mas ainda não acabou. O café chama mais alto...

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Ainda o Afonso Tiago

Lembram-se do Afonso Tiago?

Pois é, ele continua desaparecido. Por isso, gostaria que assinassem esta petição

Servirá para lembrar o sr Presidente da República de encetar esforços mais concretos nas buscas pelo Afonso. O sr Silva vai estar na Alemanha no início de Março.

Assinem e divulguem, por favor. A família e os amigos agradecem!

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

há coisas que me irritam profundamente

o Cardeal D. José Saraiva Martins acha que ser homossexual não é ser normal porque a Bíblia não diz que é normal e que quem é homossexual não pode educar crianças... Eu cá digo que a ESTUPIDEZ, a BURRICE, o ATAVISMO, a INCOMPREENSÃO, a INTOLERÂNCIA e de novo a BURRICE e a ESTUPIDEZ também não são nadinha normais!!!

(é por estas e por outras que a igreja perde fiéis e há-de perder tantos até ficar sozinha na sua ignorância e estupoidez!)

terça-feira, fevereiro 17, 2009

ti-nó-ni ti-nó-ni

hoje, acordar ao som do INEM fez com que eu sonhasse que vivia numa metrópole...

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

uns com tanto...


"Fidelity": Don't Divorce... from Courage Campaign on Vimeo.
bonito vídeo, que anda a circular na blogosfera.
Na Califórnia, há uma campanha "Yes on 8" acerca de uma emenda (a oitava) para proibir os casamentos entre casais do mesmo sexo. isto implicaria que os 18 mil casais que se casaram na Califórnia no ano passado tivessem que se divorciar... é uns que se querem casar e outros que não se querem divorciar... Pelo amor!!

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

um post sobre música

dois apontamentos de fim de semana sobre os sons que tenho ouvido.
no fim de semana passado foi ver os Nouvelle Vague, a Estarreja. Os bilhetes (para a terceira fila) estavam comprados desde Dezembro e confesso que foi com grande excitação que finalmente os vi.

a foto prova que não só os vi como ainda trocámos umas palavras ("tu parles trés bien", disse-me a Melanie) e umas assinaturas. Ok ok, eles assinaram o meu bilhete... eu cá, não assinei nada!
O concerto foi um momento (que durou 2 horas) altamente intimista e bem disposto.

os cantores... deixaram-me apanhada!! O jovem mulato da foto, Geral Toto, de tótó não tem nada. É um cantor incrível, capaz de substituir um percussionista só com os sons bocais e é altamente sexual! Ele abriu o concerto, sozinho, e estabeleceu uma empatia com as pessoas... Não fui só eu que achei, juro! O senhor deixou muita gente de cuequinha molhada, naquela noite! É daquelas pessoas que parece que cheiram a cama... surreal! Só vos digo: Chocolate cake with cream and raspeberry... pela voz dele até salivei!

A Melanie Pain conseguiu render todos à sua doce voz, cheia de pica... até veio para o meio do povo dançar... tirou os sapatos, pôs-se à vontade e toda a gente ficou à vontade. Teve que lutar pelo protagonismo com o Gerald, mas saiu perdedora (pelo menos para mim que sou fêmea heterossexual). Mas eu cá, confesso, que gostava de ir para os copos com a Melanie... tem pinta de traquina, deve ser uma miúda e peras!

e mal o concerto acabou, lá estavam aos beijos e abraços a toda a gente... até tiram fotos com estranhos...

no final de Janeiro vi os Deolinda, na Casa da Música, na Sala Suggia. antes de falar do concerto em si, duas notas sobre a Casa da Música. Como já escrevi aqui: "os arquitectos quando são bons, são mesmo BONS!". E isso nota-se na curvatura da sala gigante. Nós, na fila P (começa a contar A do palco), conseguíamos ver as feições da Bacalhau, ouvir o seu respirar, sem cabeças à frente! Chegamos 5 minutos atrasadas e tivemos que ouvir a boca da gaja que estava a rasgar bilhetes: "Aqui somos muito pontuais!". Até me espumei!! Eu sou pontual!! Sempre!! E logo quando me atraso as coisas começam a horas?? Porra! Disse à gaja (e não menti): "da última vez que vim aqui, esperei quase três horas que o concerto começasse!" E mentalmente acrescentei, no fim: "oh vaca! o cliente tem sempre razão!"

os Deolinda deram um belíssimo espectáculo, com músicas novas que me arrebataram (como a do autocarro entre Alvalade e as Portas de Benfica). Se a Melanie tem pinta de traquina, a Ana Bacalhau é traquina, rufia, marota! Canta fininho e fala grosso, em falsete ou em plenos pulmões! Ali está uma família de talentos (pois, não sei se sabem, mas a Bacalhau é casada com o Leitão do contrabaixo e prima dos dois guitarristas...) Momentos houve em que pensei que o povo ia perder as estribeiras, levantar-se e partir tudo a dançar... mas não aconteceu! No entanto, sentia-se no ar a vontade reprimida!

Gostei particularmente daquilo que já me havia atraído na música deles: o portuguesismo ou a portuguesidade das letras. Os amores sofridos ou reprimidos, o que manda fazer e nada faz, a inveja que corta asas, o fadinho chorado um nadinha acelerado! Gosto muito dos Deolinda porque fazem o português soar bem, fazem o fado ser cantado e escutado a sorrir. Gosto que os Deolinda sejam pessoas bem dispostas e simples, muito simples. Como é que eu sei?? Porque muito antes do concerto, estava eu já na Casa da Música, à espera das minhas companhias, quando uma porta de abre por trás de mim e dela saem 2 raparigas e 3 rapazes. Virei o pescoço e olhei. Revirei o pescoço e continuei na minha cena, até que três segundos depois, me apercebi que aquelas pessoas eram os Deolinda (mais uma miúda aloirada que não faço ideia quem fosse). Voltei a olhar para eles e um guitarrista sorriu. Eu também sorri. Não sei quem sorriu primeiro, mas eu quase que até fiz uma vénia! Foi como que o sorriso dele tivesse dito: "uau! reconheceste-nos!"... foi fixe!

no final, os Deolinda também davam autógrafos e beijinhos. Mas o contacto com o povão era manipulado por um segurança que abria e fechava uma porta. Para chegar a essa porta era preciso percorrer uma longa fila... Mais uma vez mentalmente, cerrei o punho e disse ao povo que estava nessa fila: "Vão sem mim que eu vou lá ter!"

domingo, fevereiro 08, 2009

Para a Xica


Porque eu também não tinha nadinha que calçar
Porque todas as tilhas precisam de um par de pés
Porque já andava atrás destas há uns meses
Porque (me) ficam mesmo bem anywhere
Porque o meu número é o 40.5 da Nike! perfeito!

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

já se nota

"Janeiro fora, cresce o dia uma hora"
, sabedoria da D. Emília, a "senhora da limpeza" do ginásio que a je frequenta. É bem verdade! Já se notam os dias maiores... ainda há esperança, pessoal! A primavera está a chegar!

Cavaco Silva vetou fim do voto por correspondência dos emigrantes

Entenda-se que a esquerda é contra porque dos 4 deputados para a AR eleitos pelos emigrantes, 3 costumam ser PSD. Eu também sou esquerda, mas neste assunto estou com Cavaco! Os emigrantes têm tanto direito de votar como os não emigrantes. Só quem nunca emigrou pode achar o contrário. E só os emigrantes podem compreender a dor e a revolta que é, quando chegados à embaixada, nos dizem: "Desculpe, mas não pode votar!". É como se dissessem: "Como emigrou baixou de categoria na classificação dos cidadãos! Fica com este direito a menos, ok?"
Foi o que me aconteceu no referendo sobre o aborto. Estava na Estónia, não podia votar. Na altura, o Tribunal Constitucional decidiu que "o assunto em referendo (legalização da interrupção voluntária da gravidez) não era do interesse específico dos emigrantes". Uma ova!! À altura eu era emigrante e esse assunto muito me dizia respeito. É do meu interesse mais do que espefício!
Estou com Cavaco e não abro!

03.02.2009 - 16h41 Lusa
O Presidente da República vetou hoje a alteração à Lei Eleitoral que punha fim ao voto por correspondência dos emigrantes, argumentando que a proposta iria promover a abstenção eleitoral.

"A alteração agora proposta iria promover a abstenção eleitoral, como foi salientado pelo Conselho Permanente das Comunidades Portuguesas, que chamou a atenção para as dificuldades inerentes ao exercício do voto presencial, o qual obrigaria milhares de pessoas a percorrerem centenas ou milhares de quilómetros para exercerem um direito fundamental", lê-se numa nota da Presidência da República.

Desta forma, é ainda referido na nota, por considerar que não existem motivos para a alteração proposta, e que, "ao invés, constitui um imperativo nacional combater a abstenção eleitoral e promover a ligação dos cidadãos emigrantes a Portugal", o chefe de Estado não promulgou o diploma.

A alteração à Lei Eleitoral para a Assembleia da República tinha sido aprovada no Parlamento a 19 de Dezembro, com os votos favoráveis da maioria socialista, PCP, BE e PEV.

As bancadas do PSD, do CDS-PP e o deputado não inscrito José Paulo Carvalho votaram contra o diploma, que necessitava do voto da maioria absoluta dos deputados em efectividade de funções.

Até agora, os emigrantes votavam por correspondência para as eleições legislativas e presencialmente (nos consulados) para as presidenciais.

Ou seja, conforme é referido da nota da Presidência da República, o diploma aprovado no Parlamento impunha, nas eleições para a Assembleia da República, "a exclusividade do voto presencial dos cidadãos residentes no estrangeiro, rompendo uma tradição enraizada há mais de trinta anos".

Na nota, onde a Presidência da República se refere ao direito ao voto dos emigrantes como "um direito fundamental", mas também como a "a manifestação de um laço cívico, político e afectivo com Portugal", são também enunciadas as duas únicas situações que em se poderia admitir "uma alteração deste alcance".

"Verificar-se que, ao fim de mais de trinta anos de vigência, o regime a que agora se pretendia pôr termo tinha dado azo à prática sistemática de fraudes ou ilícitos eleitorais, ou concluir-se que tal regime, que vigora desde 1976, é contrário aos princípios constitucionais", explicita o comunicado de Belém.

Contudo, é sublinhando, em mais de 30 anos não ficaram demonstradas situações de fraude, nem foram verificados "ilícitos eleitorais" praticados através do voto por correspondência.

"Pelo contrário, os resultados obtidos nos círculos da emigração nunca foram contestados pelas diversas forças político-partidárias, como nunca foi contestada a constitucionalidade do voto por correspondência nas eleições para a Assembleia da República", é ainda referido.

Além disso, sublinha ainda a Presidência da República, tendo em conta a dimensão da nossa rede consular, é "forçoso" concluir que esta seria incapaz de satisfazer em pleno as necessidades das comunidades portuguesas no estrangeiro.

Por outro lado, a Presidência da República lembra que, em relação a alguns países, não existem dados que permitem garantir uma "efectiva, adequada e atempada multiplicação dos locais de voto, num momento em que se aproxima o acto eleitoral".

"Por último, ao prever-se que a votação decorra durante três dias, colocam-se, entre outros, problemas como o da garantia da inviolabilidade das urnas situadas fora dos consulados, tal como foi sublinhado pelo Sindicato dos Trabalhadores Consulares, o que pode ameaçar a transparência eleitoral de uma forma até mais intensa do que o modelo de voto postal que actualmente vigora", é ainda acrescentando.

o DN (João Pedro Henriques) explica melhor
Cavaco Silva devolveu à Assembleia a lei do PS que imporia o voto presencial nas legislativas. Para a aprovar de novo só com dois terços dos deputados. Um resultado impossível por desacordo do PS com o PSD. Resultado: o projecto morreu

segunda-feira, fevereiro 02, 2009

em defesa do (algum) jornalismo

Que o mundo da comunicação social, ou de alguma comunicação social, vai mal, isso já sabemos. Do que se passou no Comércio do Porto nem vale a pena falar, já que a própria classe parece ter esquecido o assunto e poucas ou nenhumas notícias (ou desenvolvimentos) têm vindo a lume sobre isto. Tudo está bem quando acaba bem... deve ser isso!

E que a crise tem as costas largas e serve como desculpa de muitas coisa... isso também já sabemos! É como eu. Tenho mau feitio e muitas vezes sou mal humorada/mal encarada. Então, quando o pessoal tá fodido ou não lhe apetece discutir como adultos, lá diz que eu sou assim e sou assado... agressiva, mal disposta, rezingona! Mesmo que eu esteja calma, com um tom de voz monocórdico e sem veias a saltarem-me do pescoço... tenho as costas largas! O mesmo se passa com a crise! Os grupos económicos (que detém os media, neste caso) até podem estar mal. Mas não me fodam!! De certeza que aproveitam para fazer saneamentos, disfarçados de despedimentos colectivos ou rescisões. "É a crise... temos que despedir", dizem. Não dizem "É a crise... temos que cortar para metade o salários dos administradores..."

Pela defesa de dois dos mais antigos títulos do jornalismo português, ASSINEM!

Pelo Diário de Notícias

e pelo Jornal de Notícias

porque, menos órgãos de comunicação social significa menos pluralismo! E quem perde é o leitor, o povo em geral! (ah! e não me digam que essas petições online não valem nada. O que não vale nada são atitudes derrotistas e comodistas!!)

quinta-feira, janeiro 29, 2009

politiquices, paneleirices e filhas da putice!!

Este blog não é um espaço de reflexão política, nem mesmo de discussão sobre a mesma. Mas há coisas que me tiram do sério! E essas coisas prendem-se com momentos ou decisões em que os políticos (ou outros actores sociais) portugueses fazem os eleitores uns autênticos otários! Ou pelo menos tentam, afincadamente! Falo da moção de Sócrates com a inclusão do casamento gay e da candidatura ibérica ao mundial de 2018.

Ora vejamos: Enquanto defensora das liberdades (sexuais ou não) e apologista da não discriminação, fico contente que Sócrates inclua na sua moção o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Enquanto amiga de muitos gays e lésbicas, cidadã informada e crítica desta vida, repudio esta moção com quanta força tenho! Não acredito que seja vontade do Primeiro levar esta moção até ao fim e defenitivamente aprovar o casamento homossexual. Pura e simplesmente não acredito no que ele diz.

Se o PS quisesse MESMO aprovar o casamento homossexual já o teria feito, quando ainda tinha (sim, porque acredito que vai acabar) a maioria absoluta. Teria aprovado aquando da discussão pública, aquando das declarações discriminatórias da Ferreira Leita. Mas não o fez, com o argumento de que não estava previsto para esta legislatura.

Como esperam que o mesmo líder que decretou disciplina de voto sobre esta matéria a aprove passado algum tempo? Sócrates proibiu todos os deputados do PS de votarem livremente, em conformidade com a sua consciência e vontade popular(à excepção do meu conterrâneo Pedro Nuno Santos, ex-líder da JS que se tem batido pelo direitos dos homossexuais).

Como pode este homem, apenas uns meses depois, incluir o que antes proibiu na sua moção? É ridículo! Não acredito que seja um retrocesso ou uma mudança de política. Só acredito que seja mentira. Pior, uma mentira que tem como objectivo tentar sacar alguns votos aos homossexuais menos providos de inteligência crítica. Pois eu também acho que não conseguirá nada!! Porque esta malta não é parva nenhuma, porque os portugueses (eu quero acreditar) não se deixam enganar por argumentos falaciosos como o do que está e o que não está agendado para determinada legislatura.

Relembro a situação da legalização da interrupção voluntária da gravidez. Um referendo em 98, ganhou o NÃO. Após 9 anos de discussão pública, de movimentos civis radicais e de discursos inflamados, ainda assim, o PS não teve a coragem de aprovar a "lei do aborto", fazendo uso da sua maioria absoluta. O PS não teve a coragem política que se exige a um partido que governa um país!

Acham mesmo que agora, do pé para a mão, vão aprovar uma lei que determine a igualdade de direitos entre homo e heterossexuais?? NÃO NÃO NÃO! Eu não acredito!! É falso, é mentira! No máximo vão avançar para o referendo... o que vai consumir rios de dinheiro e papel, vais dividir a população, vais opor a igreja ao Estado, vai causar chatices entre amigos e onde me parece que ganhe o "Não", de novo. Se esta for a via escolhida, acredito que, daqui a 9 anos seja um governo verdadeiramente de esquerda a aprovar esta lei.

(Confesso que sou um bocado intolerante a esta situação de discriminação. Não me cabe na cabeça que um sistema possa dizer a um casal que se ama, ou não porque isso não interessa, que não se podem casar! Se o casamento é um contrato com benefícios fiscais e sociais para as partes e a situação fiscal, judicial ou social dos que pretendem casar em nada os impede de tal, porque raio há-de impedir o sexo? Simplesmente não faz sentido. Quem caralho este gajos se julgam para dizer, seja a quem for, que não se pode casar? Seja qual for a razão, muito menos o sexo! "Olhe desculpe, o senhor não se pode casar porque o seu noivo é do mesmo sexo que você" How stupid is that?)

Hipótese um: tudo o que disse está correcto e daqui a 9 anos estará Pedro Nuno Santos no governo e aprova esta merda sem dar satisfações a ninguém (o que não me parece tirânico já que estamos a falar de um direito fundamental de uma parte da população).

Hipótese dois: Sócrates lê este post e processa-me porque o chamo de mentiroso, o ataco na sua honra e o descrebilizo. A minha identidade de blogger é púbica e por isso vou dentro, defendo-me com tudo o que puder incluindo os meus amigos advogados que são todos PS. Torno-me uma defensora das liberdades sexuais (e não só), faço campanha e passo a ser conhecida como "a hetero que parece fufa, mas não é". Ganho a causa porque entretanto o governo de Sócrates caiu, a lei não foi aprovada e afinal eu tinha razão.

Hipótese três: Sócrates vem a público assumir a sua homossexualidade e anunciar o enlace com Diogo Infante. Serão o primeiro casal homossexual a dar o nó, em Portugal, em 2010, só para dar o exemplo. Seguem-se o Goucha e o Malato (cada um com o seu respectivo, claro!). Herman José permance para sempre um híbrido, porque não se consegue decidir, masvai às bodas todas dos famosos! Eu passo a ter um casório por mês e a luta passa a ser a possibilidade de adopção pelos novos casais.
Ainda estão a pensar no Diogo Infante? Eu explico. Lembram-se daqueles rumores que juntavam Sócrates e Infante? Recordem-se bem. Agora, atentem no facto de Diogo Infante ter sido nomeado para Director do Teatro Nacional D. Maria II. Sem lhe tirar o mérito que possa ter, uma nomeação, é sempre uma nomeação... e eu não acredito muito em coincidências!

E agora, a candidatura ao mundial 2018. Mas esses gajos pensam que nós somos parvos ou que somos estúpidos?? Portugal, esse país tão rico, constuiu 10 estádios de raíz para um simples Europeu. A candidatura exige apenas 6 estádios, mas nós, como somos ricos... bota construir! (só a título de curiosidade, a Suiça, esse país pobre, não construiu nenhum estádio para receber o campeonato que dividiu com a Áustria)

Os estádios construídos para 2004 estão a cair de podre e de abandono, de falta de público e de degredo (fora os dos 3 grandes). Refiro-me sobretudo aos estádios do Beira-mar e da União de Leiria, que são os que melhor conheço. Estão podres!! São estes mesmos estádios com os quais nos vamos candidatar ao mundial. É mentira!!

Se ganharmos essa candidatura (eu espero bem que não, porque aqui não se sabem fazer as coisas à suíço!), o mundial será 14 anos após o europeu. 14 anos!! Se, os estádios de 2004 chegaram a 2009 todos fodidos, estarão em condições para albergar um mundial daqui a 9 anos? Claro que não!! E com essa desculpa, nós construiremos mais estádios!! E como somos um país tão rico, se construímos 10 estádios para um europeu, não nos ficaremos com o mesmo número para um mundial!! Lá vai a taxa de desemprego entre imigrantes descer, para contento da Fereira Leite.

Vai ser um tal construir, à pressa e mal, sem planeamento (como o estádio de Coimbra, no meio da cidade, com maus acessos...). E tudo isto para quê? A Espanha é mais forte, vai ficar com a final (ou isso ou realizar-se-á em Olivença!). Para andarmos 20 dias com cabeça em água, em delírio total, cheios de turistas porcos, a vomitar futebol pelos olhos? Eu gostei imenso do Euro 2004, da agitação, do relvado sintético que havia no centro de Coimbra. Mas terá valido a pena?

Perdemos, ficamos com estádios que são uns mamarraxos dignos de uma comédia (de novo os do Beira mar e da união de Leiria) ou de uma casa de banho verde, devemos ter gasto tanto ou mais dinheiro do que aquele que gerámos... e o que nos resta?? bandeiras rasgadas ao dependuro em janelas sujas... é só isso que nos resta! Pois, a mim só me resta esperar que a Indonésia ganhe a candidatura, que aproveite para fazer um campeonato de surf ao mesmo tempo, e que, nessa altura, eu tenha dinheiro para lá ir. Prometo não ser uma turista porca!

domingo, janeiro 25, 2009

Odete Odile

mais umas fotos, a trabalho
"Odete Odile" é uma criação coreográfica de Sara Vaz, que inclui workshop para crianças

em que elas dançam para uma câmara que está no chão.


também inclui a bailarina com menos roupa do que seria aconselhado para um espectáculo que se quer para crianças...


Odete e Odile são os cisnes do lago... A peça retrata apenas as várias facetas de um mesmo amor. (E uma estranha escolha de vestuário)

segunda-feira, janeiro 19, 2009

João Aguardela 1969 - 2009

Morreu ontem, aos 39 anos, João Aguardela. A voz dos Sitiados foi também um dos fundadores dos Linha da Frente e A Naifa. A solo teve os projectos Megafone (com 4 discos editados e que eu adoro) e Groovebox



"Aboio" - Megafone

só uma nota de repúdio à comunicação social nacional que (quase) nada diz sobre a morte de um incrível artista português. Repúdio especial à SIC que fez notícias de umas vacas que andavam hgoje a pastar na Praça de Espanha, na capital. Mas sopbre a morte de um artista da música portuguesa, nem uma linha no oráculo!
Encontrei uma referência na Ant3na:

"Para sempre associado ao hino "Vida de Marinheiro", João Aguardela faleceu este domingo às 18h no Hospital da Luz.

Compositor, letrista e vocalista dos Sitiados (1987), foi também uma espécie de reinventor da música tradiconal"


aos bugalhudos olhos claros que tanto me disseram durantre a adolescência, a minha singela homenagem

sexta-feira, janeiro 16, 2009

Português desaparecido em Berlim

I am writting to let you know about a portuguese guy that is missing in Berlin since the 10th January.

His name is Afonso Tiago, 27

he was last seen close to Berlin Ostbanhof, heading to ForsterStrasse, where he lived. He is a mechanichal engineer, working for a portuguese company (Active Space Technologies)

He is missing sice Friday night, after leaving the club where he was with some friends. He went home alone, but never got there.
I do not know this guy, but his friends are my friends and they are pretty worried.

you can find some more info here

http://www.findafonsotiago.blogspot.com/

if, by any chance, you see him, or have any news please contact
findafonsotiago@gmail.com

i always thought these kind of things only happens to others... but now that it is real, we need all the support we can get.

thanks a lot for your time to read this. it is not a joke, I swear!


desde sexta à noite que Afonso Tiago está desaparecido em Berlim. Eu não o conheço, mas conheço os amigos e partilho a sua preocupação. Passem a palavra e se souberem de alguma coisa comuniquem para findafonsotiago@gmail.com

quinta-feira, janeiro 15, 2009

a Xica é cool!

Amigos,

a amiga Xica é capa e perfil da Le Cool Magazine de Lisboa, desta semana e da próxima!! Eu cá fico toda inchada de ver os amiguitos a darem-se bem, por esse mundo fora! Até acho que a Le Cool só tem a ganhar com a Xica! Um dia destes andarão as revistas (esta e esta)a disputar a Xicatéu!!

53 vezes Urray!

terça-feira, janeiro 13, 2009

saudosismos e coisas afins

A 13 de Janeiro de 2007 parti rumo ao desconhecido. De ressaca, embarquei para Amesterdão onde tive seis horas para ver a cidade. De lá embarquei para Riga, onde dois portugueses me esperavam. Passados dois dias embarquei, desta feita num autocarro, para Tallinn. E aí começou a agrande aventura. Já se passaram dois anos.

a 13 de Janeiro de 2008 parti de novo rumo ao desconhecido. De directa, after a drum n bass party, embarquei para Londres. Lembro-me de sair do aeroporto e pensar: "Foda-se, é a primeira vez que venho ao Reino Unido e não vou passar do aeroporto". Embarquei para Wroclaw, onde aterrei no aeroporto mais pequeno que alguma vez vi. Estive uma semana num seminário sobre voluntariado para jovens com poucas oportunidades. Já se passou um ano.

tendo em conta que hoje, 13 Janeiro 2009, não planeio ir a lado nenhum, só me resta sonhar ocm o destino a dar ao meu dia 13 de Janeiro de 2010.
Aceito sugestões de bonitos aeroportos

ah!! e ontem, o meu sobrinho fez anos!!

sexta-feira, janeiro 09, 2009

footprints in the morning snow II

Hoje senti a neve a cair-me na cara. Já não sentia os flocos a derreterem contra a minha pele quente há mais de um ano, desde que voltei da Estónia. Lembrei-me do primeiro (verdadeiro) boneco que neve que fiz, aos 23 anos. Lembrei-me dos dias em que íamos fazer sku para as enconstas de Tallinn. Lembrei-me dos meus saltos para a neve a meio da sauna. E Lembrei-me de uma madrugada muito fria, já no final de 2007, em que vim para casa sozinha. Tinha nevado nessa madrugada e a Kristiina que morava comigo tinha ido para casa pouco antes de mim. Fui todo o caminho a seguir as suas pegadas embriagadas, marcadas a solas Converse. Nessa madrugada havia uma música que não me saía da cabeça...

terça-feira, janeiro 06, 2009

good news sometimes are also in the papers

Estónia iliba agitadores russos

06.01.2009

Um tribunal da Estónia ilibou ontem quatro cidadãos de origem russa de terem dirigido a agitação iniciada após o Governo ter decidido em 2007 mudar de sítio um monumento da era soviética, considerado por muitos estónios uma desagradável recordação de tempos de subordinação a Moscovo.
Mais de um terço dos estónios são de etnia russa e viram a transferência para um cemitério militar como um insulto às tropas soviéticas que caíram em combate durante a II Guerra Mundial.
O Ministério Público pretende recorrer da absolvição dos homens que eram acusados de terem dirigido os motins que abalaram a capital, Talinn. Nessa altura o Parlamento russo condenou unanimemente aquilo que considerou uma atitude "neonazi e revanchista" de uma grande parte da população da Estónia, país báltico que em 2004 entrou tanto para a NATO como para a União Europeia.

in Público

foi com grande satisfação que li esta notícia, esta semana. Um dos quatro "agitadores" é Mark Sirik, um dos jovens do meu projecto. De todo o tempo que estive na Estónia, foi um dos miúdos do meu trabalho com quem criei uma melhor relação. O Mark fala bem inglês, tem ambições de viajar e estudar no estranjeiro. Cedo percebeu que a Estónia, por muito bonita que seja, não é (ainda) um país democrático, socialmente coeso e em desenvolvimento.
Tinha feito 18 anos há pouquissimo tempo quando foi preso. Na noite dos primeiros motins (26 Abril 2007), Mark estava em casa a estudar porque tinha teste no dia seguinte. Mas o dia amanheceu com a polícia em casa dele a prendê-lo. Foi acusado de agitação social, de provocar o motim, de conduzir as hostes, de incitar à violência. Esteve preso alguns meses, nas piores condições que um puto pode estar.
Eui ainda estava na Estónia quando foi julgado a primeira vez. Foi ilibado, claro. O juís percebeu que Mark era só um bode expiatório, um puto com ideias diferentes que tinha amigos estranhos. Os amigos, os outros três presos, são adultos revolucionários. São "aliens", estonianos sem cidadania, etnicamente russos, mentalmente soviéticos. Esses é que têm ligações à organização nacionalista extremista russa "Nachi" (Nós). Esses é que, provavelmente, incitaram à violência.
Seja como for, acho que ninguém devia ser acusado de promover os motins. Eu estava lá e vi como aconteceu. O "efeito multidão", a massa descontrolada, agitada, nervosa, oprimida, tem um poder demolidor. Num minuto eram milhares de pessoas (não só russófonas, muitas estonianas e estrangeiras também)a gritarem "Pazor pazor" (vergonha vergonha), a assobiarem, a acusarem (e bem) o governo estoniano de ser fascista. No minuto seguinte, eram uma manada de búfalos que corria contra os polícias, as barreiras, os cães. foi o caos. a cidade ficou destruída durante algumas semanas. Eu tive medo, fui identificada pela polícia na rua sem nenhuma razão aparente. Fiquei em casa numa sexta à noite, com medo. Não fui trabalhar durante vários dias, porque o meu escritório estava fechado e os patrões estavam a ser interrogados. O país parou graças a um ataque (concertado) de hackers russos... e a união Europeia o que fez?? NADA!! Nos estados Bálticos, mebros da UE desde 2004, há milhares de pessoas sem passaporte, chamados "aliens", sem cidadania, nem pátria. São etnicamente russos, nascidos nas ex-repúblicas soviéticas. São a mão de obra barata, os que contribuem mesmo para a produção de riqueza. São cidadãos segregados a partir do momento em que vão para a escola!! E depois o governo não quer que cresçam revoltados? Ainda lhes tiram os símbolos da sua etnicidade?! Porra para isto!! É por estas e por outras que (quase) nunca escrevi sobre a condição social de ser estoniano, ou de ser russófono ou de ser estrangeiro no Báltico! Porque me irrita, me enoja, me deixa fora de mim! Porque os russófonos se descriminam antes de serem descriminados, porque os estonianos são uns nacionalistas parvos e sobretudo porque têm um governo de extrema direita, fascizóide que é tão totalitário como o anterior soviético!
um bem haja ao Mark, porque no início este post era só para partilhar a minha alegria de ele ter sido absolvido outra vez!

a aposta

quem me conhece bem sabe que eu não aposto. Não entro em rodas ou bolhas, não jogo poker, e sobe e desce só a feijões. Além disso não tenho sorte no bingo nem no euro milhões.
É uma questão de princípio, eu não jogo, não faço apostas. Mas hoje fiz uma. Apostei com uma amiga que mais depressa eu chegava aos 70 kilos do que ela acabava o curso (note-se que quando eu entrei para a faculdade ela já lá andava... e continua). Mas vamos fazer isto por partes.

Primeira parte - 5 quilos = 1 cadeira
valor da aposta - uma garrafa de vodka!

ou seja, no final de Fevereiro, quando nos encontrarmos vamos ver quem ganha!! Eu tenho que perder os 5 quilos e ela tem que fazer aquela cadeira que já anda para fazer há anos... Quem perder paga a garrafa de vodka! Se conseguirmos as duas (cenário mais provável) rachamos o preço da garrafa e desgraçamo-nos!

As hostilidades estão abertas! Aceitam-se apostas, garrafas de vodka e planos de dieta e estudo. As probabilidades são de 1/1. Miss Lee vs Dona Paula - faça já a sua aposta!!

domingo, janeiro 04, 2009

para 2009, eu quero

Peel me a Grape





Peel me a grape, crush me some ice
Skin me a peach, save the fuzz for my pillow
Talk to me nice, talk to me nice
You've got to wine and dine me

Don't try to fool me bejewel me
Either amuse me or lose me
I'm getting hungry, peel me a grape

Pop me a cork, french me a fry
Crack me a nut, bring a bowl full of bon-bons
Chill me some wine, keep standing by
Just entertain me, champagne me
Show me you love me, kid glove me
Best way to cheer me, cashmere me
I'm getting hungry, peel me grape

Here's how to be an agreeable chap
Love me and leave me in luxury's lap
Hop when I holler, skip when I snap
When I say, "do it," jump to it

Send out for scotch, call me a cab
Cut me a rose, make my tea with the petals
Just hang around, pick up the tab
Never out think me, just mink me
Polar bear rug me, don't bug me
New Thunderbird me, you heard me
I'm getting hungry, peel me a grape


Para 2009, eu quero encontrar alguém a quem possa dizer estas coisas todas a cantar...
Além disso, ainda antes do ano acabar, fui dar sangue, fiz um batalhão de exames e inscrevi-me no ginásio. 2009 é o ano da decadência. O ano em que me aproximarei mais dos 30 do que soa 20. Vai ser um ano saudável! Boas entradas