sexta-feira, março 06, 2009

a minha vida é um inferno

na quarta à noite fui prestar o meu serviço de voluntariado no Centro de Apoio ao Trabalhador Estrageiro, aqui em SJM.
Estrangeiros... não apareceu nenhum! Trabalhadores... também não! Apareceu um senhor, com cerca de três vezes a minha idade, também voluntário. E eis que no meio da nossa conversa (mais sua, confesso! quase me limitei a ouvir) ele me pergunta:

E você, tem alguém consigo no purgatório?

quando lhe disse que não tinha percebido a questão o senhor apontou para as suas alianças, de casado e de bodas de prata. Ah!! - exclamei

Nessa noite capacitei-me que vivo no inferno!! Quando encontrar AqUeLa PeSsOa (do sexo masculino apesar da feminilidade da expressão) passo a viver no purgatório. E quando morrer, após uns belos anos de purgatório, devo ter entrada directa no céu! Espectacular!!

1 comentário:

Pestana disse...

Ao muito tempo k não ouvia nada que me parecesse um tão bom título para um livro!