sexta-feira, janeiro 25, 2008

às cinco semanas...

bem, já percebi que se tentar escrever pormenorizadamente as 5 semanas de regresso a casa não vou conseguir... já comecei imensas vezes, mas é impossível! E a cada dia que passa, mais e mais coisas acontecem e então é que me perco mesmo no meio de tanta informação. Então, vou pôr em prática o que sempre me gabaram na faculdade: poder de síntese!

Cheguei a Portugal num domingo, anos da minha mãe, 16 Dezembro. Passei essa semana em SJM, a ver amigos, família, a comer e a beber! Nesse fim de semana estive em Coimbra, no jantar do emigrante. Levaram-me arrastada para o electro... Como de costume, resmunguei, mas voltei ao dance floor em grande estilo, e de chapéu!!
No dia seguinte foi a vez do dance floor que a rainha gosta: o dos drunfes e bases, no Porto! Foi um Natal, meio ressacado, portanto! Mas nada de grave!
A minha passagem, de ano foi tal e qual eu previ: um festão de drum, no Sá da Bandeira, amigos, gente bonita, aditivos e muitas gargalhadas!! As saudades que eu já tinha das minhas festinhas de drum com a Anita! As guerreiras voltaram a atacar o dance floor portuense! Vestimos as fatiotas de princesas e fomos à festa, ao after... sempre em altas!! No dia seguinte tivemos uma ressaca perfeita: crepes, sofá e filmes! ADOREI!!

As duas primeiras semanas do ano passei-as a ressacar, a fazer visitas a povo, a enviar currículos, a redescobrir a minha cidade e a constatar as coisas que nunca mudam. Não parei de responder a mails e de estar no messenger, de falar em português, inglês e espanhol ao mesmo tempo. Fui ao Porto, a Aveiro, a Leiria. Nasceu o meu primeiro sobrinho, mas ainda não o consegui ver!!
Sábado, 12 de Janeiro, as princesas guerreiras foram para o Porto. O meu objectivo era dormir apanhar o avião na manhã seguinte, para a Polónia. O objectivo da Anita era ir à festa de drum quem havia no teatro... Adivinhem quem ganhou!! Lá resmunguei no início, mas depois convenci-me! Deixei tudo arranjadinho e lá fomos jantar a casa de umas babes de arquitectura e depois: festa!! A caminho duas mensagens que me fizeram sorrir muito! A primeira, do babe que vou visitar à Suiça, em três semanas, dizia: "I can't wait anymore...I think you'll have a kind of good party... with some... Quick Lee, come... I can't believe... Huge musi" (musi=beijinho)
E a segunda mensagem, meia hora depois, mas já dia 13, era da Cati e dizia: "Há um ano atrás estava a ser a tua festa de despedida! e amanhã voas outra vez! coincidências*beijo e boa viagem*" Sem que me tivesse apercebido estava a fazer exactamente o que fiz há um ano atrás: ir ao drum, voar de directa, fazer escala na Europa central... adormecer no avião e acordar com o impacto da aterragem... Foi bom. Aos dois devo grandes sorrisos e boa disposição para a festa! "Faz desta coincidência uma cena incrível!!"

Bem, lá fui para a Polónia, passar uma semana num seminário sobre "Voluntariado para jovens com menos oportunidades". (A estadia na Polónia terá direito a um foto-post) Foi uma semana interessante; cheia de comida e trabalho, pormenores e surpresas. Em ambiente de contacto internacional, mais uma vez, dei conta que é com franceses (neste caso francesas) que me dou melhor. Havia uma que tinha feito voluntariado em Portugal, vivido em Lisboa um ano mais depois disso, e vivido no Brasil. O seu português era perfeito e demo-nos muito bem, sempre em grande sintonia. A outra francesa tinha sido voluntária na Estónia, num projecto que eu conheço, morado no apartamento de Lasnamae... Era muito risonha e também nos demos muito bem. Havia uns ingleses castiços, uns alemães meios freaks, uma grega alucinada, um turco adoentado e uma finlandesa muito pouco nórdica! O grupo deu-se bem, trabalhou bem, sempre com um tempero polaco! Wroclaw é uma cidade bonita, com muitos gajos giros e de óculos de massa, é grande... a mi me gusta!
O voo de regresso... adivinhem... vim de directa!!! Saí de Wroclaw, do aeroporto mais pequeno do mundo (10 balcões de check-in e um porta de embarque, mais pequeno que o de Tallinn), às dez da noite. Chovia e ventava que não era nada fácil. Por isso o voo foi atribulado, aterrou de forma muuuuuuuuito bruta e chegou atrasado a Londres. Depois de uma hora à espera da mala, lá fui tentar adormecer... impossível! Além de não haver um sítio minimamente confortável, pus-me a ler o Hercule Poirot quando estava quase a descobrir o assassíno e colei! Como se não bastasse, estava um estoniano bêbado no aeroporto, e volta e meia acordava o pessoal com os palavrões que ia dizendo em viva voz. Eu ria-me, achando que era a única pessoa que entendia quando ele dizia: "Vai para o cú" (minu perse) ou "Diabo!" (Kurat!)... Quando embarquei para o Porto pensei que ia dormir, mas a excitação era maior. (um parênteses para dizer que quando vinha da Estónia, ao sobrevoar Lisboa emocionei-me e chorei. Lisboa é ainda mais linda vista do alto, um ano depois!) O norte da Península Ibérica, ao amanhecer, é incrível!!! As montanhas, as brumas, os rios, o verde, as casinhas... Quando já estávamos a baixar em lembrei-me de olhar para o outro lado do avião e vi o mar, ou melhor, o oceano... é incrível!!!

Ora isto foi domingo de manhã. Estive em casa menos de 24 horas. Na segunda de manhã segui para Aveiro, para ajudar a liderar um intercâmbio sobre violência. Nessa manhã dei um workshop sobre bullying e à tarde fomos à praia da Barra. Finalmente, fui meter os pés na água do oceano! Não havia nortada e o mar estava calmo. Foi engraçado observar alguns polacos e estonianos que nunca tinham visto o oceano...
Na terça o meu workshop foi sobre violência doméstica e depois cada grupo fez um resumo das situações nacionais. Fiquei a saber que em Portugal 19% dos caso de violência doméstica em Portugal são perpretados contra homens. Ao contrário do 1% da Polónia ou da inexistência de dados estonianos. Daqui só há três conclusões possíveis: A - as mulheres tugam arreiam nos homens à força toda; B - os homens tugas são uns queixinhas de merda; C - há muitos paneleiros em Portugal a bater e a apanhar, e não se calam! À tarde os grupos desenvolveram os esqueletos de projectos para a participação dos jovens na prevenção da vioência.
Na quarta-feira era dia de visita a Coimbra... e lá fui eu fazer de guia! Da estação A ao Largo da Portagem, Arco da Almedina, Quebra-Costas, Sé Velha, Telhados de Farmácia, Porta Férrea, Via Latina, Faculdade de Direito, Sé Nova, Chimico, São Jerónimo, Arquitecturas, monumentais, Botânico, A Cabra, Ai ó Linda, Sá da Bandeira, Praça 8 de Maio, Santa Cruz (café e igreja) e ainda uma incursão a umas cantinas e ao Cartola... Acho que para 6 horas em Coimbra, ficaram com uma boa colecção de fotos! Para mim foi interessante porque foi uma visita a Coimbra, de dia, em que vi paredes pintadas na minha faculdade, revi amigos e vi muitos daqueles cromos que quando eu entrei já lá andavam e quando saí lá continuam... Coimbra é linda, mas parada no tempo...
Essa noite foi mais uma de tequilla (para os estrangeiros) e cerveja e tripas doces (para mim). Uns amigos juntaram-se a mim e passámos um serão, ao som do electro corrosivo (mas que eu adorei) do Posto 7!

Dia seguinte, ontem, tive duas entrevistas de emprego... Daqueles currículos que enviei, recebi duas chamadas a marcar entrevista. Lá fui a uma revista em Aveiro, mas não me cheira que vá dar em algo. Depois fui a uma rádio em Espinho... e aí sim! Parece-me que daí pode sair um estágio profissional... mas vamos lá ver... é que eu agora tenho mais o que fazer!!!

Este fim de semana quero ver o meu sobrinho, há que planear as coisas para o Carnaval de Ovar, gostava de dormir... e segunda feira vou para Leiria, para mais um intercâmbio. Desta vez são 60 miúdos que vem a Portugal descobrir uma ciência divertida. Eu vou ajudar na logística e no dia 1 na recepção de voluntários (EVS) de curta duração. Acho que basicamente vou ser um pau para toda a obra, o que me vai permitir andar a curtir pelo país, ao ar livre, com comida, deslocações e dormida pagas... mais: vão pagar-me!!!! Urray! já vou descansada para a Suíça... Pois, até dia 12 Fevereiro fico entre Leiria e Porto de Mós e dia 14 vou para as montanhas suíças comer chocolate e fazer guerras na neve!!

Ah!!! Caso não tenham percebido, a dica do poder de síntese, era tanga!! Era só para ver se vos prendia! Again and again, I am really sorry to have been away for so log, but as you see I haven't had that much free time! I believe from now on I will have some more, to post. At least I hope and I will try!
Nagemist

2 comentários:

v. disse...

living la vida loca, miss lee! :D percebo bem que nao a consigas resumir. :)

Mexicano em Praga disse...

Bem, vamos por partes:
1- o aeroporto de lviv e bem mais pequeno
2-Ha gajos para tudo, ate para levar na tromba (viva a emancipacao das gajas)
3-Poder se sintese teem o Sampaio e o Fidel, quando comparados contigo! :P

Beijooooooocaaaaa :)

ps: a ultima cena em ingles e um pouco pirosa oh Lee! :)