quinta-feira, março 27, 2008

a visita da Rasteirinha (II)

continuando com a visita da Rasteirinha, ainda em Saaremaa, parámos num vilarejo que é conhecido por ser: "uma das mais bem conservadas aldeias da Estónia", Koguva



Koguva é conhecida pela sua arquitectura, de telhados de colmo resistentes à neve. São, no mínimo, impressionantes estas casa. E sim, ainda são habitadas!!
e agora, as pessoas!

eu e a Rasteirinha, no fim da viagem, do dia de tempestade... Depois de conduzir quase 700 km tinha os olhos raiados de sangue... Mas, nenhuma desculpa é suficiente para escapar a uma cervejinha!!! Afinal, estava feliz. Exausta, mas feliz. Foi um dia de muita risota, frio, bonitas imagens, fortes abraços...

como a Rasteirinha gosta, tanto ou mais do que eu, de cozinhar, metemos mãos à obra e fixemos uma janta para os mais íntimos, e depois abrimos as portas de casa aos restantes. Esta foto é do momento em que o meu quarto se transformou num dance floor! Durou pouco, no entanto. O nosso vizinho do lado, o que tinha a mania que cantava ópera fez o favor de nos mandar calar...

a Rasteira e os franceses, Maria e June (e a minha barriga em fundo!)

eu, a Rasteirinha, a Katrin e a Dorota. Acho que o tamanho dos sorrisos fala por si!

e uma das últimas fotos que tenho cm a Lena, ucraniana... que falta que esta miúda me faz... é tudo! para breve fotos da minha festa de despedida!

1 comentário:

Cláudio Vaz disse...

Oh Dinha. É verdade, o encanto não some nunca! Mas você pelo contrário parece estar em lugar incerto e não sabido outra vez né? lol. To aqui por estas terras coimbrãs, e você? quando é que vou poder te dentregar a prendinha de Timor Leste? Bj