quarta-feira, dezembro 05, 2007

contagem decrescente

tenho andado um pouco desligada da escrita blogueira... mas perdoe-me quem me costuma ler.
Em menos de duas semanas estarei de volta a esse canteiro à beira mar plantado!
Estes últimos dias tem sido repletos de compras de souvenirs, fazer um grande caixote para mandar para casa por correio, ultimar as coisas no office, passar tempo com quem posso não voltar a ver tão cedo... É uma grande confusão porque tenho imensa coisa para fazer, e não tenho assim tanto tempo! Há imensa coisa que eu queria levar da Estónia: desde bolachas a pepinos, a cereais, vegetais, bebidas, etc. Queria fazer todo um cabaz de Natal só com produtos estonianos que nós não temos em Portugal! Mas isso representaria mais uma despesa, masi um caixote pelos correios, mais umas horas perdidas! Fico-me pelos chocolates, meias de lã e pins da ex-USSR!
Tem-me perguntado, tanto tugas, como estonianos e restantes habitantes do mundo, se estou triste ou feliz, excitada ou deprimida... pah, eu tou é ansiosa!! Já tentei explicar isso a muita gente! Não estou tão ansiosa como há um ano atrás, ainda tenho unhas! Mas as noites tem sido de reboliço na cama, sonhos agitados regados com molho de francesinhas e abraços!! O meu humor também já viu melhores dias... mas tudo há-de passar. E quando passar vou ter saudades da vida de voluntária, das conversas de surdos, dos intercêmbios culturais, dos choques pessoais, das noites passadas em francês, inglês, russo, alemão, com pitadas de chinês. Há muita coisa que vou ter saudades, provavelmente mais do que agora consigo imaginar! Mas não sei se serão mais coisas ou mais saudades do que as que tenho das coisas tugas, agora! É que, nesta altura do campeonato, após (quase) um ano tão longe, já tenho saudes de tudo. há aquelas coisas que são obrigatórias de consumir nas primeiras horas: como um café e um pastel de nata, um corte de cabelo, uma super bock, arroz de cabidela, tantos beijos e abraços quantos conseguir, partir(-me) (n)um dance floor, !!! Depois há as coisas que podem esperar mais um pouco como: ir ao Furadouro ver as ondas do oceano, comer peixe fresco, ouvir desconhecidos a falarem português, beber um Porto e um moscatel, insultar alguém no trânsito, ir as compras a uma loja de primeira mão...
Enfim, são estas e outras coisas qu enão me deixam dormir à noite... quer dizer, estas coisas são as que me fazem sonhar com as merdas mais absurdas do mundo!! O que não me deixa dormir é: Não saber o que vou fazer (profissionalmente) quando chegar a Portugal (além de ajudar na Vertigem em tudo o que puder), não saber se a Paula vai chegar amanhã às horas que deve, não saber quando vou voltar a ver estas pessoas que vou deixar, não saber se me vou aguentar em Portugal muito tempo... a ver vamos!!

6 comentários:

Joana disse...

:)
No meu ultimo dia de voluntariado, um amigo frances disse-me." nao chores pelos bons momentos terem acabado, alegra-te por teres vivido essa experiencia!!"
É uma experiencia para a vida... e pode ser uma porta que se abre, para novas aventuras;)
Porque é um bichinho q entra...e n sei qnd sairá!
Bjoka***fica bem;)

Lucilia disse...

Olá minha linda,
Pra começar uma reclamação: esqueceste-te das francesinhas! Isso deveria ser a primeira refeição!
Em segundo lugar, irás sentir falta dos momentos em que mandavas todos pró caralho e ninguém te percebia, o que dá sempre um certo gozo ( a mim dava)!
Finalmente o trauma pós SVE (nome inventado pelo Rui), que tens tempo pra descobrir o que é :)
POrtanto como podes ver, só coisas boas :)

Beijocas

Chic-Insanne disse...

Olha Big Sister estou chegado de Paris, e vim ler-te, o que te tenho a dizer é que nãqo te percebo mas um dia longínquo em 2008 haverei de ...
De qq forma não te quero dar conselhos ainda mais porque na nossa relação alem de seres tu a mijar de pé também és a mais velha por isso olha desamerda-te! O que me leva a dizer como se diz no teatro muita merda neste momento, não penses tanto embora seja dificil não pensar, deixa-te ser levada pelas ondas do nosso MAR PORTUGUÊS de volta a casa ...
Pelo menos tens para onde voltar muitas vezes não se tem, acho que compreendes o que quero dizer ...
Beijos deste que te admira, que sabe que vais ser GRANDE mais uma vez, André

Pirueta disse...

E dá-me assim um friozinho na barriga quando te leio! A saudade por cá também aperta miuda... Vou-te trepar para cima quando chegares! E cá estarei, com mais toalhitas de higiene anal e pochettes de abraços para ti.. Até já guaraná**
Amo-te

Rabodesaia disse...

lee, essa de fazer referencia � SUPER BOCK quando patrocina o super blog awards foi golpe baixa p� ( como � que n�o me lembrei disso!)
ser� que depois de ter malhadona cerveja tagus, ganhei alguma simpatia do juri?
hum... l� mais para perto da abertura do concurso, que tal achas... "sagres � merda?" achas que impressiono o juri?LOLO

Mexicano em Praga disse...

Lee grande maluca, nao tenho pena nenhuma de ti :P. Vais chegar, ter montes de gente para abracar, charros made in marrocos, como antigamente, festoes com povo na tua lingua.. mas ya, o mandares pessoal pro caralho e nao te perceberem... acho que foi por isso que me quedei por aqui: Oh amigo, nao tem broculos
-nao
-Oh que filha da puta
-Co?
-Nic... :D

Disto nao posso fazer na tuga :D

Da mas e noticias e deixa-te de merdas.

Pedro, ainda na checa, ainda a apanhar bones.

Beijooooooooo