quarta-feira, junho 13, 2007

os dias e as noites

ontem e hoje apetece-me sonhos de Natal, feitos pela minha avó Porcina.. com calda de açucar e canela...
de há muito tempo para cá que me anda a apetecer uma lata de guaraná fresquinhooooooo
passo os dias assim... e as noites são assim:


21h21


23h00


00h00


01h00


02h30

às três da manhã já é de dia... as fotos são da janela da minha cozinha, mas podiam ser de outro sítio qualquer! Ainda não descobri o que é que me faz mais confusão: se é o sol por-se à meia noite e levantar-se às 3 da manhã; ou se não ter luz no inverno...

5 comentários:

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

agarb disse...

lindo :)

nao sei se sobrevivia ai... atrofio bue quand oha luz la fora e quero dormir :)

beijo

Ze_Porvinho disse...

Cara miss lee,

Eu só estranharia a falta do vinho. De resto, nada como uma boa persiana para baixo e uma cadela das boas para se dormir em beleza.

Agora, fora de brincadeiras, deve ser um bocado para o esquisito essa mudança de hábitos. Eu, por exemplo, farto-me de dizer que seria impossível viver num país escandinavo. Gosto bem mais do clima de Portugal, que me permiter ter as oscilações adequadas de humor por ano... humor de homem das cavernas no Inverno e de passarinho da ribeira na Primavera/Verão.

Continuação de bons sucessos e parabéns pela viagem até Berlim... não se esqueça de nos trazer umas bolas de lá!!!!!

Hic Hic Hurra

Lena disse...

Não tenho vindo espreitar muitas vezes, só agora vi essas fotos: BRUTAL! Eu adorava viver um ano num sítio assim!!! O famoso sol da meia-noite... =)

QuiNTo VS LeCHe disse...

E um problema na estonia, nao tão grande para mim, porque consigo dormir com luz : mas tal coisa como persiana, cortinado são escassas por aqui, talvez mm devido à falta de luz durante o inverno..
E esta mudança repentina que nem se faz sentir, parece que só agora ás 21h são 16h, talvez porque este inverno foi um dos mais rigorosos e insiste em continuar. Só agora começo a ver a terra que a neve começou a comer à 6 meses atrás. Só agora começo a sentir o calor que para mim continua a ser o frio de um inverno frio em terras do sul.
Só agora começo a poder caminhar na rua sem quantidades industriais de roupa... recuso-me, com frio ou sem frio, claro que acabo por bater o dente muita vez!!